22/06/2024

SpaceX pode ser multada nos EUA por não enviar dados da Starlink

Caso remete ao lançamento de 53 satélites Starlink na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, em 18 de agosto de 2022.

Os EUA é um país que tem um grande cuidado quando se trata de segurança nacional. Por causa disso, a Administração da Aviação Federal dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês), propôs na sexta-feira (17), que a SpaceX recebesse multa de 175 mil dólares (R$ 904,4 mil na cotação atual) por nos enviar alguns dados de segurança à agência antes do lançamento de satélites da Starlink em agosto do ano passado.

De acordo com a agência, a SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, deveria enviar informações, como dados de trajetória de análise de colisão de lançamento, diretamente à FAA pelo menos sete dias antes de uma tentativa de lançamento, que ocorreu em 18 de agosto de 2022, onde foram lançados 53 satélites Starlink na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida. Foi o 1º estágio do Falcon 9 apoiando a missão.

A FAA é responsável pelo licenciamento de lançamentos de foguetes nos Estados Unidos. Esses dados são utilizados para avaliar a probabilidade do veículo colidir com um dos milhares de objetos rastreados que orbitam a Terra. Após receber o aviso, a SpaceX tem o prazo de 30 dias para responder à FAA. A empresa não comentou sobre o assunto.

Vale lembrar que a penalidade ocorre entre o conflito da Spacex com a FAA em relação ao lançamento acelerado da empresa de propriedade de Elon Musk testar os regulamentos de lançamento e reentrada de foguetes norte-americanos. O histórico é que em 2020, a agência governamental entendeu que a empresa violou os regulamentos de lançamento por permitir que um protótipo do foguete Starship gigante da empresa decolasse sem garantir a aprovação de dados importantes envolvendo o raio de explosão potencial da espaçonave.

Outra situação ocorreu em 2021, quando a FAA revisou os requisitos de lançamento comercial da SpaceX para exigir que um inspetor de segurança da FAA estivesse presente em todos os voos em sua instalação de lançamento de Boca Chica, depois que a FAA disse que a empresa violou os requisitos de licença para o lançamento de uma nave estelar.

FonteUOL
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários