18/06/2024

Homem recebe descarga elétrica enquanto realizava manutenção em poste

Vídeo do acidente feito por moradores que passavam no local circula nas redes sociais, onde mostra que as costas do homem chegam a pegar fogo.

Na manhã desta quinta-feira, 08, enquanto realizava um serviço de manutenção na rede elétrica em um poste no bairro Vila São Paulo, em Bauru (SP), um funcionário de uma empresa de internet não identificada levou uma descarga elétrica. O vídeo do acidente, que foi gravado por moradores que passavam no local, circula pelas redes sociais.

Quando o colaborador recebe a descarga elétrica, é possível ver que as roupas dele começam a pegar fogo. Conforme informação à Polícia Militar, a vítima ficou inconsciente após a descarga elétrica, mas que depois, embora tivesse chamas nas costas, conseguiu acordar e sair dos fios, conseguindo descer a escada que era utilizada no serviço. Apesar do susto, o homem sobreviveu ao acidente e foi encaminhado para um hospital da cidade.

No vídeo, também é possível ver que o homem de 40 anos fica um tempo desacordado, mas ele recupera a consciência e consegue se soltar dos cabos elétricos. Ao chegar ao solo, ele foi socorrido por moradores que se posicionaram ao seu redor para apagar as chamas. De acordo com o programa Balanço Geral, da TV Record, o mesmo está internado na UTI da ala de queimados do Hospital Estadual da cidade.

Vale ressaltar, que conforme as imagens, o trabalhador não está usando itens de EPI (Equipamento de Proteção Individual), inclusive estava sequer usando luvas isolantes, equipamento fundamental e essencial para evitar cargas elétricas em tais acidentes.

O UOL tentou contato com a Secretaria de Segurança Pública e com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo para obter mais informações sobre o caso, mas os órgãos não tinham respondido.

Uso de Equipamento de Proteção Individual

O uso dos EPIs é obrigatório para trabalhadores que trabalham em áreas onde há o risco de acidentes, que vão depender da área de atuação. A obrigatoriedade do uso do EPI está descrita na NR-6 EPI – Norma Regulamentadora de Equipamento de Proteção Individual –, publicada em 8 de junho de 1978 e com alterações e atualizações entre maio de 1982 e dezembro de 2011.

Além disso, ainda há as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que orientam os prestadores de serviço no planejamento e gestão da segurança do trabalho. Por exemplo, a NR 10 estabelece os requisitos e condições mínimas de medidas de controle e sistemas preventivos, para garantir a segurança e a saúde de trabalhadores que interagem em instalações elétricas e serviços com eletricidade, como é o caso desse trabalhador.

Esses equipamentos devem ser disponibilizados pela empresa para o funcionário, além de garantir o uso corretamente dos equipamentos fornecidos, fiscalizando e realizando treinamentos. Quando não há cumprimento dessas normas, a companhia fica sujeita a multas capazes de prejudicar o fluxo de caixa, tendo em vista que o valor da multa sobe de acordo com o risco que o trabalhador corre e a quantidade de colaboradores irregulares.

Além disso, em casos de acidentes de trabalho, o empregado pode ser indenizado por danos morais, matéria e até estéticos dependendo da gravidade do acidente, além das verbas trabalhistas a serem ajustadas se ficar caracterizado a insalubridade das atividades exercidas.

Devido a restrição de idade, o vídeo só pode ser assistido no YouTube.

ViaUOL

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários