Lei do Silêncio Positivo é sancionada e vale para o Brasil todo

Novas regras permitem que as empresas instalem antenas, caso a entidade competente não se pronuncie sobre o pedido dentro do prazo legal.

Nesta quinta-feira (28), foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), a Lei nº 14.424/2022, que altera a Lei das Antenas e prevê o silencio positivo, onde permitirá que as empresas de telecomunicações instalem antenas, caso o órgão ou entidade competente demore a responder o pedido de licença de instalação da infraestrutura.

Brasília – Ministério Público do Distrito Federal e Territórios considera que torres de celular podem prejudicar a saúde Marcelo Camarg/Agência Brasil

A nova Lei prevê o silêncio positivo, permitindo que a empresa fique autorizada a realizar a instalação de antenas, caso a entidade ou órgão competente não se pronuncie dentro do prazo de 60 dias sobre a solicitação. No entanto, a instalação precisa estar em conformidade com as condições estipuladas no requerimento de licença apresentado e com as demais regras previstas em leis e em normas municipais, estaduais, distritais e federais pertinentes à matéria, tendo assim a operadora uma espécie de licença precária.

Dessa forma, se a empresa não estiver cumprindo as condições estipuladas no requerimento ou em demais leis e normas pertinentes, a licença de instalação da antena poderá ser cassada, a qualquer momento. A lei também garante que dessa decisão, cabe ainda recurso administrativo com efeito suspensivo.

Se no caso for necessário uma decisão administrativa final, o órgão ou entidade competente poderá solicitar a retirada da infraestrutura, cabendo a empresa requerente das licenças fazer a remoção dos equipamentos, das operadoras ou torreiras. Além disso, se houver eventuais danos causados ao meio ambiente e a terceiros, será responsabilidade das prestadoras realizar a reparação.

No início deste mês, a versão final do texto foi aprovada pelo Congresso, que originou do projeto de lei de autoria do deputado Vitor Lippi (PSDB-SP). De acordo com o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), relator da matéria no Senado, afirmou que a nova lei possibilita que as empresas de telecomunicações instalem seus equipamentos após o decoro prazo legal, se os órgãos competentes não se manifestarem sobre o pedido de licença.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
1
0
O que você acha? Comente!x