Demanda por serviço de TV por assinatura caiu 26% nos últimos 12 meses

De acordo com os números, o interesse dos brasileiros em TV por assinatura caiu 26% nos últimos 12 meses.

A TV por assinatura desembarcou como um grande atrativo para os lares brasileiros, no entanto, essa popular modalidade vem sendo gradualmente engolida por plataformas de streaming como Netflix, Prime Video, HBO Max e DirecTV GO, que devido ao preço acessível, vasto número de opções no catálogo e compatibilidade multiplataforma se destacaram entre os usuários.

tv-por-assinatura
Multimedia video concept on TV set in dark room. Man watching TV with remote control in hand.

De acordo com dados de uma pesquisa feita pelo Minha Escolha, a busca das pessoas por planos de TV paga e combos apresentou queda de 26% nos últimos 12 meses, índice que corrobora a tese anterior de que esse segmento vem esfriando no Brasil ao mesmo tempo que o mercado on demand é aquecido pela chegada de novas opções.

Em paralelo a esse número, a procura por planos de internet banda larga fixa sem serviços adicionais cresceu 33% no mesmo período demonstrando que cada vez mais consumidores estão optando por contratações avulsas em vez de pacotes que incluem não somente a internet, mas também TV.

Ainda segundo o relatório, o acesso à internet cresceu 51,8% enquanto o setor de TV por assinatura encolheu 5,5%. Embora as plataformas de streaming estejam demonstrando bons resultados, esse indicador não é homogêneo, visto que esta semana a Netflix confirmou a perda de quase um milhão de assinantes durante o 2º trimestre de 2022.

Sem TV, mas com streaming

Ciente da preferência dos usuários por serviços de streaming, algumas operadoras brasileiras passaram a integrar esse serviço nas faturas mensais de seus clientes, permitindo que o acesso a apps como Netflix, Prime Video e Disney Plus esteja integrado à internet banda larga residencial.

A Vivo, por exemplo, permite que os usuários contratem pacotes de internet em conjunto com vários serviços de streaming, incluindo os três citados anteriormente mais o Globoplay. No caso da Netflix, o cliente pode escolher 300 Mbps de velocidade com disponibilidade do plano padrão para filmes e séries por R$ 129/99 por mês.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x