Cuidado! Novo golpe usa nome do C6 Bank para enganar usuários

Estelionatários estão criando falsos boletos em nome do C6 Bank e fazendo inúmeras vítimas no país.

Golpes bancários não são uma novidade no mundo digital, no entanto, cibercriminosos estão aperfeiçoando as fraudes a fim de aumentar o número de vítimas alcançando principalmente usuários leigos e desatentos. Anteriormente, as farsas eram mais fáceis de serem identificados, mas isto mudou e está se tornando cada vez mais difícil não ser enganado por estelionatários.

cartões-do-c6-bank

Conforme apurado pelo Tecmundo, um golpe recém-criado utiliza o nome do C6 Bank, plataforma digital de pagamentos, para enganar pessoas através da emissão de falsos boletos bancários em nome da instituição. Esse novo método é extremamente difícil de ser percebido e pode ter feito centenas de vítimas em todo o país.

Em suma, os cibercriminosos abrem junto à Receita Federal (RF) uma empresa com número de CNPJ válido e nome fantasia de “C6 Bank S.A” e, após o comprovante ser emitido pela autoridade, os estelionatários criam uma conta de pessoa jurídica no C6 Bank para ser possível emitir boletos bancários e efetuar outras transações.

Entretanto, o sistema do C6 Bank mantém o nome fantasia cadastrado na Receita Federal, neste caso “C6 Bank S.A”. A partir dessa brecha de segurança, os golpistas conseguem emitir falsos boletos com o nome do banco digital como beneficiário.

Com o cadastro autorizado e podendo gerar os boletos, os estelionatários contatam clientes do C6 Bank se passando pela instituição e alegando a existência de um débito pendente que deve ser regularizado para que o CPF da vítima não seja enviado aos órgão de proteção ao crédito, como Serasa e Boa Vista, por exemplo.

É neste ponto que o golpe se mostra eficiente. Por conseguirem uma conta de pessoa jurídica no banco, os criminosos conseguem utilizar o falso nome fantasia de “C6 Bank S.A” nos boletos de modo que as vítimas acreditem se tratar de uma cobrança real, quando na verdade tudo não passa de uma armação.

Como se proteger?

O avanço do mundo virtual e internet banking se tornou um prato cheio para que novos golpes surjam na praça, por isso, é importante adotar medidas de segurança que ajudem a evitar prejuízos futuros.

Embora pareça clichê, a primeira dica é “Sempre desconfie!”, dessa forma você se tornará menos suscetível a ser uma das vítimas. Além disso, em caso de contato suspeito opte sempre por acionar o banco (ou outra empresa) por meio de seus canais oficiais, dispensando WhatsApp, página no Facebook ou perfil no Instagram.

No caso de supostos contatos bancários, é recomendado que você fale com um atendente através do chat disponibilizado no aplicativo ou, caso queira, ligando no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), cujo número pode ser encontrado no verso do cartão.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x