24/05/2022

MegaSurf, operadora virtual da Surf Telecom, adere ao cashback em seus planos

Com a modalidade que devolve parte do dinheiro para o cliente, a MVNO disse que o cashback poderá ter até 8% do valor de volta.

A MegaSurf, operadora virtual da rede da Surf Telecom, passou a oferecer em seus pacotes de preços a modalidade de cashback, onde o cliente recebe parte do dinheiro de volta quando faz alguma compra ou paga algo. De acordo com a empresa, a novidade pode chegar a devolver até 8% do valor das contas pagas, conforme a forma de recarga dos minutos e o tempo que o cliente está na MVNO (Mobile Virtual Network Operator) .

Mauro Motoryn, diretor da companhia, afirma que a integração da modalidade de cashback foi possível por causa do serviço oferecido pela Surf Telecom, conhecido como Net Promoter Score (NPS). “Nada melhor do que oferecer o que caiu no gosto popular”.

Para o gestor da operadora, Hilton Mendes, o mercado de MVNO está cada vez mais competitivo, mas a MegaSurf tem conseguido recuperar milhares de clientes que tinham migrado para outras operadoras ao longo dos últimos anos. Além disso, a empresa também é resultado da competitividade no mercado, depois de incorporar os clientes da Intercel e Magamais.

A Surf Telecom é uma empresa habilitadora de operadoras virtuais de celular. Entre os principais clientes estão os Correios, o Uber, Pernambucanas e Carrefour. Recentemente, a empresa lançou planos moveis familiar para motorista parceiros do Uber.

Ano passado a companhia teve a autorização para emitir R$ 500 milhões em debêntures incentivadas para aplicar no mercado de telecomunicações no Rio de Janeiro e em São Paulo. Com essa operação, é possível gerar descontos no imposto de renda dos investimentos que são feitos em rede com recursos captados.

O programa estabelece o prazo máximo de dois anos após a oferta pública para a realização dos aportes. O Ministério das Comunicações determinou que as companhias desse segmento podem fazer dividas nos seguintes casos: construção de rede de transporte, rede de acesso fixo ou móvel, sistema de comunicação por satélite, rede local sem fio WiFi, cabo submarinos e subfluviais, data centers, redes IoT, redes 5G, infraestrutura geral de rede de telecomunicações, e infraestrutura para virtualização de redes.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários