Operadoras podem ter gasto de R$ 10 bilhões com telefonia fixa

Estimativa é feita pelo presidente da Oi, que classifica o segmento como um investimento não produtivo.

Ilustração - Telefonia Fixa
Imagem: Pixabay

A era da telefonia fixa já se foi, mas as operadoras ainda possuem um gasto expressivo com o segmento. Segundo estima Rodrigo Abreu, CEO da Oi, o consumo no orçamento das teles deve ser de até R$ 10 bilhões nos próximos quatro anos.

O alerta feito pelo executivo é de que a telefonia fixa se tornou inviável economicamente em muitos casos. As empresas possuem essas obrigações e não há o que fazer, não existem alternativas.


E nesse caso, muitas companhias têm esses gastos com poucos recursos. Ao julgar pela fala do executivo, é uma agravante que caminha contra o investimento em novas tecnologias.

Abreu destaca que o valor para alcançar um equilíbrio na telefonia fixa é superior a R$ 100. Custo maior que um pacote básico de fibra óptica.

Os R$ 10 bilhões calculados seriam perdas significativas para as empresas, já que poderiam estar alocados em frentes mais lucrativas. A fibra óptica e o 5G são bons exemplos.

O atual comandante da Oi destaca que são recursos direcionados para investimentos “não produtivos” no cobre.

VIU ISSO?

–> Banco quer anular aditamento da recuperação judicial da Oi

–> Como a telefonia fixa ainda sobrevive?

–> Operadoras de telefonia fixa devem à União mais de R$ 3 bilhões

As declarações foram feitas no painel Telebrasil 2020, que também contou com a participação de Leonardo Euler de Morais, presidente da Anatel e outros executivos do setor.

O evento retornará em uma nova edição, no dia 29 de setembro.

Com informações de Valor Econômico

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais votado
mais novo mais antigo
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Renata Viana Silva

Telefone fixo vai ficar restrito a empresas e órgãos públicos. Residencias mesmo só aplicativos de mensagem.

Cidade - UF
Anapolis