5G sem Huawei não é um problema, segundo a TIM

CEO da marca emitiu um posicionamento a respeito da polêmica entre os Estados Unidos e a fornecedora chinesa.

Imagem Ilustrativa: NotebookCheck
Imagem Ilustrativa: NotebookCheck

Os Estados Unidos seguem em uma forte campanha contra a chinesa Huawei e insistem que os países aliados boicotem a companhia no fornecimento de infraestrutura para o 5G. Quem se manifestou sobre a questão recentemente foi a TIM.

Afinal, ainda é um grande desafio para alguns países simplesmente assumirem a postura de impedir a atuação da chinesa e romper laços comerciais com o país.


Um outro contraponto também é a capacidade da tecnologia desenvolvida pela Huawei, assim com o baixo custo, favorável para várias nações.

A Itália ainda não proibiu a entrada da Huawei para negociar no país, mas Luigi Guibitosi, CEO da TIM Itália, já imagina a possibilidade e prevê como a empresa se desenvolveria no cenário.

Na visão do executivo, desenvolver a tecnologia 5G sem equipamentos Huawei não será um grande desafio.

Para ele, a chinesa é apenas uma das marcas que fornecem para a TIM, mas são várias que fazem isso.

VIU ISSO?

–> Reajuste do TIM Beta é finalmente oficializado

–> Anatel obriga Claro, TIM e Vivo a desenvolverem fibra óptica

–> Aprenda a resgatar o curso de idiomas Babbel no TIM Beta

A sueca Ericsson era o principal provedor da TIM, enquanto Nokia e Huawei tinham papéis menores.

Nesse cenário, Guibitosi afirma que a TIM não teria problemas, mas seria necessário tempo para administrar a situação.

Com informações de O Globo

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários