Banco Central autoriza Visa a iniciar testes com WhatsApp Pay

Entretanto, instituição financeira impôs uma restrição para o novo sistema de pagamentos.

O Banco Central do Brasil (BC) autorizou a Visa a iniciar os testes com o sistema de pagamentos do WhatsApp. Entretanto, o “WhatsApp Pay” ainda não recebeu aval da instituição para realmente operar no país.

Nesta segunda-feira, 3, em nota emitida à imprensa, o Banco Central afirmou que não há impedimentos para a realização de testes solicitados pela Visa. Porém, os mesmos não podem envolver a realização de transações financeiras, com usuários movimentando qualquer valor em reais.


O BC considera os testes do novo sistema de pagamentos como um “importante avanço”, mas que eles não fazem parte do processo formal de análise dos pedidos das empresas para operar o serviço.

O Banco Central também afirma que ainda não houve manifestação sobre o pedido feito pela Mastercard, mas que ela deve ocorrer nos próximos dias.

Lançado em junho, o WhatsApp Pay foi suspenso poucos dias após pelo Banco Central e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em 30 de junho, o Cade voltou atrás e liberou o serviço. Já o Banco Central, ainda não emitiu a sua autorização.

VIU ISSO?

–> Sistema de pagamentos pelo WhatsApp avança na Índia

–> Pagamentos via WhatsApp vão ganhar ‘sinal verde’ nos próximos dias

–> Como será possível transferir dinheiro pelo WhatsApp?

“O BC pretende concluir essa análise o mais rápido possível, de modo a logo recepcionar os novos participantes no sistema de pagamentos, com a devida segurança quanto à saudável competição e à segurança de dados dos usuários”, diz a nota do Banco Central.

Com informações de Assessoria de Imprensa do Banco Central do Brasil.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários