Plano Vivo Selfie é criticado nas redes sociais

Operadora escolheu o Twitter para divulgar o lançamento, mas será que a estratégia deu certo?

Campanha Vivo Selfie
Imagem: Campanha Vivo Selfie

Comerciais de TV, teasers no YouTube e muita campanha nas redes sociais, foi assim que a Vivo alardeou sua atual novidade no pós-pago: o Vivo Selfie. Apesar do termo “selfie” ter se popularizado como um auto retrato, a operadora explorou a palavra para conceitualizar um plano que é “a cara do consumidor”. Será que pegou?

A disponibilidade para o futuro cliente se faz da seguinte maneira: todos os três planos oferecidos possuem 25 GB de dados móveis e 25 GB para uso de um determinado aplicativo, cuja assinatura é inclusa no pacote.


Os escolhidos são Spotify, Rappi e Netflix, streamings de música e vídeo, além de um serviço para entregas diversas como de restaurantes e mercados.

Se o cliente optar pelo Rappi ou Spotify, o valor cobrado é R$ 149,99 mensais. Se optar pela Netflix, são R$ 164,99 por mês.

A oferta conta ainda com internet e ligações grátis nas Américas todos os dias do ano, WhatsApp, ligações e SMS ilimitados e outros benefícios.

Na última segunda-feira, 01 de junho, a Vivo patrocinou a hashtag #VivoSelfie para divulgar seu lançamento, mas os usuários aproveitaram para criticar a nova proposta da empresa. Confira algumas publicações:

VIU ISSO?

–> Usuários relatam plano da Vivo com 10 GB por R$ 39,90

–> Vivo Selfie lança novo plano com assinatura do Spotify inclusa

–> Vivo anuncia plano com Netflix e Rappi

Será que o lançamento é realmente uma estratégia precipitada da operadora ou a empresa apenas escolheu a mídia errada para anunciar?

De fato, Christian Gebara, CEO da marca, já havia manifestado seu interesse em transformar a Vivo em um grande hub digital, portanto, faz sentido que os lançamentos já estejam direcionados para planos nos moldes do Vivo Selfie.

Mas, toda proposta fechada e personalizada não se atenta ao fato de que o consumidor quer mesmo é pagar pelo o que utiliza, nada além.

Do que adianta oferecer quase 50 GB de internet se a maioria dos usuários pode utilizar menos da metade desse montante ao utilizar uma das assinaturas oferecidas apenas na própria residência?

São desafios que a operadora terá que lidar para alavancar o número de vendas do seu mais novo plano.

COMPARTILHAR EM:

COMENTÁRIOS MAIS BEM AVALIADOS DO MÊS

55

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

é um chip degustação, esperava o que? rs
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

48

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

dados atualmente não são problemas para as grandes operadoras, e mesmo assim, mta gente não se sente satisfeito, pois a escolha depende de outros fatores tbm. Ex: Oi oferece pacotes gigantescos de dados e sinal ruim…outras não se sentem bem atendidos, ou enfrentam problemas diversos…esses dias o vivo easy prime deu um BO impedindo que fosse realizado chamadas, Claro Flex tem um plano maravilhoso e um aplicativo péssimo…todas tem prós e contras, e cada consumidor tem uma medida do que é mais importante pra si mesmo.
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

42

Consumidor presta queixa contra comercial de Vivo Fibra

Meu deus do céu. Esse povo tá chato demais. Essa geração mi-mi-mi tá um saco.
  • 20/06/2020 by Tauan Fontoura

37

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

A Tim só tem um pouco mais de vantagem no pré pago, devido ter Facebook Twitter e Messenger e whatsapp, agora se começar a regular uso, com certeza a Claro vai ser o melhor plano. Tenho e não troco por nenhuma.
  • 02/07/2020 by Roberto Ramos

37

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

O TIM Black e os planos controle também sofreram essas medidas. Isso vai fazer a Claro roubar os clientes da TIM.
  • 02/07/2020 by Jefferson Rodrigues

COMENTÁRIOS RECENTES DE TODO O SITE

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Helliton Soares Mesquita

Acho engraçado o povo reclamando do Controle. É uma porcaria mesmo, 55R$ que aumenta todo o ano por 4GB. Celular hoje em dia meu amigo, só pra ter uma linha ativa e 2GB caso você precise sair de casa e usar a internet. Eu pago um plano da Claro de 20,00R$ no pré que dá 6GB, mais do que o suficiente pra mim. Pra usar Netflix basta comprar um cartão de memória de 64 GB que não dá nem 80,00R$ e pré baixar os filmes. É uma franquia por dia se você tiver internet boa. Cidade - UF Rondonópolis -… Leia mais »

Rafael Marques

Volto a comentar, como sempre comento nos outros posts de planos da Vivo aqui. A Vivo é sempre a última a oferecer planos que as concorrentes já oferecem a muito tempo sem quase benefício algum aos clientes. Os planos são sempre mais caros e a justificativa é que “ A Vivo pega em qualquer lugar “. A Claro, por exemplo, oferece planos com vários apps Ilimitados sem letras pequenas (pq tem operadora que diz “WhatsApp ilimitado” mas se vc faz chamada de audio, vídeo e envia fotos e/ou vídeos desconta da seu pacote) que tem o dobro de internet (extra… Leia mais »

Jailson Mendes Demacol Guina

Por mais incrível que pareça, até o pré-pago da vivo de $19.99/mês tem ligações ilimitadas. Realmente pós-pago, em especial na vivo, é uma perca de grana, ainda mais às classes C e D.

Cidade - UF
Pau Grande - RJ
Jefferson Rodrigues

O público-alvo desse plano é o das classes A e B, que pagam caro em planos de telefonia.
Prefiro um pré que custe até 30 reais e que tenha uns 6GB. Já é o suficiente!

Cidade - UF
Maceió
Eduardo Mariano

O novo pós da Vivo começa com alguns problemas…. será que o usuário só utiliza o spotify, ou netflix ou rappi ? O plano deveria ser convergente com todos esses aplicativos e poderia incluir outros sem descontar da franquia. Mesmo em um cenário de crise e com a redução de renda das famílias, a vivo continua com valores exorbitantes.

Cidade - UF
PB