SKY critica Claro no caso contra a FOX

Segunda maior operadora de TV Paga deu sua contribuição na consulta pública da Anatel.

Divulgação SKY redes sociais
Imagem: Divulgação SKY redes sociais

Na última quinta-feira, 19, a SKY criticou o posicionamento da sua maior concorrente no caso contra a FOX. Na contribuição para a consulta pública realizada pela Anatel, a segunda maior operadora de TV paga opinou que a Claro confunde os limites que separam os conceitos de streaming e TV por assinatura.

A empresa da América Móvil, líder no segmento, abriu uma reclamação contra a FOX quando a mesma lançou seu serviço de vídeo sob demanda e passou a ofertar a transmissão online dos seus canais pela plataforma.


Na visão da Claro, a prática configura uma concorrência injusta e fere as regras da Lei da TV paga (também conhecida como Lei do SeAC). A FOX chegou a ser proibida pela Anatel, mas todas as decisões da justiça foram favoráveis ao estúdio, que entrou com recursos.

Desde então, ambas movimentam um acalorado debate na guerra entre streaming e TV paga. Para a SKY, serviços de vídeo sob demanda (também chamados de over-the-top OTT) não podem ser caracterizados como telecomunicações ou acesso condicionado.

VIU ISSO?
Medida cautelar da Anatel contra a FOX ainda repercute
Anatel proíbe FOX de distribuir conteúdo gratuito na internet
TRF rejeita recurso da Anatel contra a FOX+

A prestadora argumenta que os OTTs não estão e nunca estiveram sujeitos à Lei do SeAC. O streaming não opera e nem controla uma infraestrutura de distribuição, portanto, não se adequa a posição de distribuidor.

Segundo a SKY, há uma consequência negativa para a concorrência e o consumidor na classificação do streaming como SeAC. É uma perspectiva incorreta que pode inviabilizar esse tipo de serviço no país.

Outro argumento da empresa é que isso vai contra dois objetivos da Lei, que é a remoção de barreiras para a competição e a promoção da disponibilidade de janelas de transmissão para o conteúdo local.

Não classificar o streaming como SeAC é vantajoso para a competição, respeita o direito de escolha do consumidor e multiplica o número de plataformas para exibição de produções nacionais.

A empresa enxerga a lei como desatualizada e escrita em um mundo analógico, que já foi superado pela digitalização. Um moderno conjunto de normas e regras claras não é só bem-vindo como necessário.

Com informações do Teletime

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários