Chevrolet Cruze vem com 4G da Claro, mas testes não impressionam

Limitação do recurso perde para modelos como BMW e Porsche.

Chevrolet Cruze
Imagem: Divulgação Chevrolet

A internet das coisas definitivamente está entre nós. Uma recente divulgação da linha 2020 do Chevrolet Cruze trouxe uma novidade para fãs e admiradoras da marca. Além dos recursos automobilísticos, o veículo já vem conectado à internet.

Para os que acompanham as novidades do mercado, pode não soar como uma inovação. Afinal, a General Motors do Brasil lançou uma série limitada do Agile Wi-Fi em 2011, com 1.000 exemplares comercializados.


Entretanto, com o Chevrolet Cruze, não é necessário que o usuário utiliza seu próprio planos de dados para ter uma conexão. O sistema é nativo.

O consumidor do veículo terá quatro planos à disposição. A opção mais barata gira em torno de R$ 29,90 e disponibiliza 2 GB. O carro possui um roteador próprio e permite a conexão de até sete dispositivos.

A conexão utilizada é o 4.5 da Claro, também conhecido como “Wi-Fi Powered by Claro”. O módulo automativo possui um chip virtual da operadora para que seja possível acessar todos os serviços, enviar informações de telemetria para a montadora e emitir o sinal para o carro.

VIU ISSO?
Após confusão, Claro muda regulamento do Claro flex
–  Claro aumenta investimentos em fibra ótica
‘Agora, NET está na Claro’, diz novo comercial da operadora

Entretanto, os primeiros testes realizados pela Quatro Rodas mostram que o recurso é limitado. Primeiro pelo fato de não ser possível trocar o chip. Nesse caso, não adianta o cliente pagar um bom plano de banda larga fixa residencial ou telefonia móvel.

Além da obrigação de ter que pagar por mais um plano para ter a conectividade do smartphone, há a questão de o consumidor ficar refém da cobertura da Claro, que pode não ser a mais potente em determinadas regiões.

Em modelos como BMW e Porsche, por exemplo, basta trocar o chip. Assim o cliente pode ter a conexão que for mais vantajosa para si.

Entretanto, nos testes realizados na cidade de Indaiatuba (São Paulo), o 4.5G da Claro apresentou ótimas velocidades.

Pessoas fora do carro também pode fazer o uso do Wi-Fi disponibilizado pelo veículo. Basta ficarem a até 15 metros de distância, caso tenha sinal da Claro na região.

Com informações da Quatro Rodas e Auto Esporte

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

3
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
2 Número de Comentários
1 Número de Respostas
1 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
3 Autores de comentários
Rogério PiresVictor Hugo Pinheiro CunhaRafle Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Rafle
Visitante
Rafle

Não havia uma lei que proibia o bloqueio de dispositivos de telefonia?

Cidade - UF
Itabuna-BA
Victor Hugo Pinheiro Cunha
Colaborador

Bem lembrado. Não deixa de ser um dispositivo de telecomunicação móvel, embarcado no carro, mas, bloqueado para uma operadora só, me parece ilegal….

Cidade - UF
goiania-go
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

Melhor seria se o veículo fosse dotado de um “eChip” permitindo que o cliente optasse pela contratação do plano da operadora que bem entendesse.

Cidade - UF
Uberlândia - MG