InícioNotíciasOi deve ter mais facilidade para cobrir o Brasil com 5G

Oi deve ter mais facilidade para cobrir o Brasil com 5G

Oi levará vantagem no leilão do 5G que será realizado pela Anatel em 2020.

A operadora Oi que ficou de fora do leilão realizado em 2014 para a frequência de 700 Mhz, voltado para aplicações relacionadas à quarta geração móvel, pode, agora, com o leilão para o 5G, obter vantagens sobre os seus concorrentes de peso no mercado brasileiro, Claro, TIM e Vivo. Isso porque somente a Oi poderá arrematar a faixa de 700 MHz para o 5G, no leilão que será realizado pela Anatel em março de 2020. 
Como já foi definido pela Anatel, o 5G no Brasil será baseado em quatro faixas de frequência. Além dos 700 MHz, também entra no processo de licitação 2.3 GHz, 3.5 GHz e 26 GHz. 

Claro, TIM e Vivo não poderão arrematar o restante da faixa de 700 MHz disponível porque as três operadoras já atingiram o máximo de espectro que cada uma pode ter abaixo dos 700 MHz. 


Como a Oi não arrematou parte dessa faixa no leilão de 2014 ela tem agora essa vantagem. Esse mesmo benefício pode ser concedido a uma nova operadora que queira entrar no páreo para ofertar o 5G no Brasil, que, segundo previsões, chegará ao país apenas em 2023. 


VIU ISSO?

Segundo a resolução N° 703 da Anatel, uma operadora não pode ter mais de 35% de todo o espectro das faixas abaixo de 35%. Essa situação pode ser revista? Sim, há a possibilidade de aumentar para 40%, mas depende de uma avaliação da Anatel. 
A limitação para a TIM, Vivo e Claro, varia. Por exemplo, a TIM tem essa limitação em relação ao limite de espectro em Minas Gerais. A Vivo nos estados do Paraná, Santa Catarina, Bahia, Sergipe, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá e Maranhão e a Claro em São Paulo e em Minas Gerais.

A Oi tem apenas 5 MHz de capacidade em frequências abaixo de 1 GHz. As únicas regiões em que o limite é excedido é no Rio Grande do Sul, na região Centro-Oeste e parte da região Norte, que são 19 Mhz. O limite para cada operadora é 71,4 MHz.

Com essa vantagem, a Oi pode sair na frente, por exemplo, em termos da cobertura que o 5G pode oferecer. 

Lembrando que as melhores experiências em relação ao 5G acontecem nas ondas milimétricas (mmWave), que no caso do Brasil, a frequência escolhida é de 26 GHz. 

William Plazahttps://www.minhaoperadora.com.br
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.

18 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
18 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários