5G nos EUA começará a operar em abril, mas com restrições

Verizon, que lançou planos residenciais no ano passado, passará a oferecer planos 5G também para o acesso em celulares.


O 5G ainda é um cenário nebuloso para o usuário final, ainda há poucos aparelhos disponíveis compatíveis com a tecnologia, e a fase de implementação das redes – em termos de planos comerciais, também está engatinhando.


Nos Estados Unidos a tecnologia irá realmente ganhar corpo em 2019. O principal exemplo é o da Verizon, que começou a vender planos com a tecnologia no ano passado, mas de uma forma que ainda não era o que todo esperavam, já que como ainda não tinham os smartphones compatíveis os planos focavam em um hotspot residencial compatível com a quinta geração móvel.


Será a partir desde ano que o 5G em celulares será colocado em prática. A Verizon confirmou recentemente que começará a vender planos 5G a partir de abril, adotando uma estratégia bem marqueteira, já que na primeira fase de implementação a tecnologia só poderá ser acessada pelo Moto Z3, único modelo compatível com o snap 5G da Motorola, anunciado em parceria com a operadora no ano passado.


VIU ISSO?

O snap é uma forma de habilitar o aparelho para conexões 5G, já que nativamente o Moto Z3, assim como nenhum outro modelo da Motorola, não é compatível com a quinta geração móvel.
Na semana passada a pré-venda do snap 5G foi iniciada. O valor do acessório é US$ 50. A partir de 11 de abril o preço será US$ 350.
Em reação aos planos da Verizon o valor será US$ 10 mais caro que os do 4G. Somente alguns pontos de Chigago ( The Loop, Gold Coast, River North ) e Mineápolis ( Downtown West, Downtown East e  Elliot Park) estarão habilitados a usufruir da rede. 

O plano mais barato é US$ 85. O mais caro sai por US$ 105. A franquia de dados varia de 22 GB a 75 GB.



About William Plaza
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*