sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Consumo de dados é muito mais representativo que ligações

O que você achou? 

Dados da operadora Veek reforçam que o consumidor é cada vez mais adepto de dados do que minutos de ligação.



Certa vez ouvi uma frase que cabe perfeitamente com o que vemos no dia a dia: o celular hoje em dia é usado pra tudo, menos ligação. O consumo de dados é cada vez maior, impulsionado por uma cultura de apps, alguns deles inclusive que utilizam o tráfego de dados para ligações via internet. 

Além da cultura de apps a utilização de mensageiros instantâneos como o popular WhatsApp virou quase uma regra de conduta para certos tipos de conversas. Se não é tão importante não é preciso ligar para a pessoa, deixe a mensagem que ela responde quando puder (e quiser). Esse tipo de possibilidade oferecida desde os SMSs se tornou ainda mais enraizada com apps como o WhatsApp ou Telegram.



De acordo com dados da Veek, operadora móvel virtual (MVNO) que utiliza a rede da TIM essa perspectiva fica ainda mais clara. Em 2018 recardas de dados responderam, em média, por 93,3% do consumo da base de dados da operadora. 


Embora muitos usuários priorizem quase que intuitivamente o consumo de dados ao invés do pacote de minutos para ligação, a Veek pontua que muitos ainda não perceberam que utilizam o plano de uma forma nada estrategista, acabam contratando pacotes de minutos que supera e muito o uso. Pagam por algo que não passam nem perto de consumir. 
De acordo com a edição 2017 do Relatório Anual da Anatel, até o terceiro trimestre do ano passado, houve uma redução de 14,4% no tráfego de voz desde 2012. Por outro lado, o tráfego de dados cresceu 1.240,3%.

Podemos afirmar que o aumento impressionante ano a ano do consumo de dados tem relação direta com as vendas dos smartphones e a consolidação de serviços como o Youtube e Netflix, que já respondem por quase 25% do tráfego global. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.