sábado, 29 de dezembro de 2018

Catarinense OléTV lança TV por assinatura via internet

O que você achou? 
Plataforma de IPTV ficou 3 anos sendo desenvolvida; entenda como funciona.


A empresa de Santa Catarina, Olé TV, lançada em 2016, anunciou uma plataforma de multi-serviços para a recepção e transmissão de conteúdo via internet (IPTV), após 3 anos de desenvolvimento. 

Para o desenvolvimento, a empresa focou três pontos: 

  • Software  100% nacional
  • Conteúdo entregue via internet utilizasse uma velocidade reduzida e tivesse qualidade de áudio e vídeo escalável (hoje HD, buscando Full HD e 4K e no futuro
  • Que o assinante não precisasse instalar múltiplas redes em sua residência.


O principal desafio do projeto sempre foi desenvolver uma plataforma proprietária sem a necessidade de contratação de software de terceiros para gestão dos serviços de TV por assinatura, vídeo sobre demanda e de livestreaming para os canais de produtores locais.

Os parceiros serão atendidos através das CDNs instaladas em 11 estados e 40 praças de captação de canais locais, atingindo assim mais de 600 municípios com a plataforma multi serviço da Olé TV.

“Hoje, a Olé TV está na internet, chancelada por empresas do setor de entretenimento como HBO, Disney, Fox, ESPN, Viacom, Discovery, Turner, Band entre outras, recebendo e transmitindo conteúdo digital em Santa Catarina e outros estados”, declara Antônio Gallo, diretor de novos negócios da Olé TV.

VIU ISSO?


A Olé TV atua nas seguintes cidades: Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Antônio Carlos, Santo Amaro da Imperatriz, Governador Celso Ramos, Tijucas, Garopaba, Major Gercino, Porto Belo, São João Batista, Canelinha, Nova Trento, Camboriú, Imbituba, Brusque, Balneário Camboriú, Itajaí, Navegantes, Blumenau e Lages. 

Sua grade de canais varia de acordo com 4 opções de pacotes: Life Line (R$ 29,90), Start HD (R$ 79,90), Top HD (R$ 119,90) e Premium HD (R$ 149,90). Há também opções de canais à la carte: HBO, FOX Premium e canais com conteúdo adulto.

Meta para 2019

Para 2019 a Olé TV pretende assinar 150 contratos com provedores de internet, fornecendo sem custos a implantação de head-end local e os 15 mil primeiros set top box de assinantes. 


5 comentários:

  1. Qualquer operadora perde muito sem os canais da Globosat.

    ResponderExcluir
  2. Muito caro...sem os canais Globosat não tem como...e outra coisa...não tem instalação de antena perda de tempo com instalacao de antena...passagem de cabos RG6...tubulação Obstruída e por aí vai que e o que acontece com as TVs por satélites.

    ResponderExcluir
  3. Canais Globo São Lixo. Rede Telecine perdeu muito para internet aonde se pode baixa filmes.

    GloboNews só fala de Politica

    GNT ME POUPE

    CANAL BRASIL Outro Lixo

    Combate um absurdo de dinheiro para ver uma a duas lutas por mês

    Mult show Programação Bugada

    Canal Bis Show de 5 sou mais a MTV ANOS 90

    viva programação repetida 24 horas

    Canal Gobinho programação infantil besta tirou a tv Globinho no canal aberto para abrir outro lixo no canal fechado.




    ResponderExcluir
  4. Sempre tive Directv com a programação Latina nunca me fez falta os Canais Globosat

    que pena que teve essa fusão que acabou em uma grande lambança porque a Directv do anos 90 da de 10 a 0 na Sky. Directv E U A Até mesmo a Directv dos nossos anigos latino é melhor.

    ResponderExcluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.