Oi terá que indenizar cliente xingado por atendente de call center

Atendente disse que usuário tinha “pinto pequeno” e “ejaculação precoce”.


A Oi foi condenada a pagar uma indenização de R$ 6 mil por danos morais a cliente que foi xingado por um de seus atendentes. A decisão foi da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.


O cidadão carioca contou à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que não conseguia registrar sua reclamação contra os maus serviços prestados pela Telemar Norte-Leste, razão social da Oi Telefonia.


Ele explicou que sempre que ligava para a operadora, ficava minutos incontáveis pendurado ao telefone, ouvindo a musiquinha eletrônica de espera.

Por lei, o tempo de espera no SAC das empresas deve ser de, no máximo, um minuto. Operadoras que não cumprirem a norma podem ser multadas em até R$ 3 milhões.


VIU ISSO?


Segundo relatos do autor da ação, seu telefone tocou durante uma madrugada. Ao atender, ele escutou insultos do outro lado da linha: “Sei que seu pinto é pequeno e que você tem ejaculação precoce porque a sua mulher é feia.”

O homem gravou a ligação e entrou na Justiça contra a operadora. A sentença saiu na semana passada e a 9ª Câmara Cível do TJRJ condenou a Oi a pagar R$ 6 mil de reparação moral.

A assessoria de imprensa da empresa informou que “a Oi não comenta ações em andamento”.

Recentemente, a Vivo foi condenada a indenizar, por danos morais e estéticos, uma mulher que caiu em vala de manutenção

Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários