terça-feira, 30 de outubro de 2018

Nextel adota sistema de entrega expressa de chips

O que você achou? 
Serviço já é capaz de entregar 70% dos chips em até 2h.

A Nextel anunciou um serviço inovador para a entrega de chips nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro. A companhia diz que 70% das entregas já ocorrem em até 2h. Até o final de novembro esse prazo será reduzido para 1h. As demais operadoras realizam o mesmo serviço em bem mais tempo, média de 3 dias.

“Quem adquire um novo chip tem uma necessidade imediata que precisa ser atendida e, com a entrega expressa, a Nextel passa a oferecer muito mais agilidade. Com essa comodidade, acreditamos que 80% dos pedidos possam passar a ser feitos remotamente”, destaca Estevam Araújo, CTO da Nextel. O serviço foi iniciado em outubro de 2017, em parceria com a Visagio.

O CTO da Nextel explica que para alcançar o resultado que o serviço entrega hoje foi necessário trabalhar em diversas frentes, uma delas é desburocratizar todos os processos.

Antes, todos os chips eram associados ao número do pedido nos centros de distribuição - e as entregas eram programadas por região. Hoje, temos motoboys com vários chips espalhados por 92 pontos estratégicos. Quando o cliente faz a solicitação, o entregador mais próximo é acionado e associa, no local, o número do pedido ao chip, que é entregue já ativado, acrescenta a executiva.

VIU ISSO?
Mesmo em comunidades periféricas e áreas de risco,o serviço de entrega está se saindo bem. Fabiano Muniz, sócio da Visagio, empresa com mais de 15 anos de atuação no setor, diz que o serviço tem cerca de 90% êxito nesse tipo de entrega.

A Nextel explica também que eventuais inconsistências no endereço ou dificuldades de localização foram solucionadas com a criação de uma ilha exclusiva para contato com os entregadores.

Por meio desse canal de comunicação é possível combinar com o cliente para que a entrega seja realizada em um local nas proximidades de sua residência.

Atualmente a Nextel conta com 3 milhões de clientes. Diversas concorrentes estão interessadas na sua aquisição. Além da TIM, Vivo e Claro também estão no jogo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário