terça-feira, 15 de maio de 2018

Recife possui a melhor conexão pública de Wi-Fi do país

O que você achou? 
São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília ocuparam os últimos lugares do ranking realizado pelo aplicativo Instabridge.

Recife é a cidade que possui as melhores conexões públicas de Wi-Fi do país, segundo levantamento do aplicativo Instabridge, considerado a maior comunidade de compartilhamento de Wi-Fi público no mundo.

A pesquisa usou uma amostra de um milhão de pontos de internet móvel públicos no Brasil para identificar as melhores conexões. O aplicativo analisou as redes compartilhadas por seus 11,5 milhões de usuários brasileiros para realizar o levantamento. 

Entre as áreas metropolitanas mapeadas, Recife contou com 41,31% do total de redes disponíveis da região com maior probabilidade de conexão pelo usuário. A região pernambucana conta com 20 mil pontos de acesso. O percentual colocou a capital de Pernambuco em primeiro lugar no ranking.

Na segunda posição está Campinas com 38,40%. Fortaleza ficou em terceiro lugar, com 38,22%. Curitiba (38,08%) e Salvador (36,54%) ocuparam a quarta e quinta colocação, respectivamente. 

LEIA TAMBÉM:


As três maiores capitais brasileiras em população, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, ocuparam os últimos lugares do top 10 de redes Wi-Fi públicas. São Paulo ficou na lanterna com 33,27% de pontos com boa conexão.

No Rio de Janeiro, 33,71% do total de pontos Wi-Fi possuem boa conexão. Em Brasília, esse percentual é de 34,03%.

Em relação ao número de redes WiFi cadastradas no Instabridge, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte têm as áreas metropolitanas com a maior soma de pontos WiFi: 115 mil, 74 mil, 25 mil, respectivamente.

Mundialmente, o Brasil ocupa o quarto lugar em número absoluto de usuários de internet, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, Índia e China, segundo relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) de 2017.

Entre os usuários da Internet com 10 anos ou mais de idade, 94,6% se conectam via celular, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 



Nenhum comentário:

Postar um comentário