quarta-feira, 7 de março de 2018

SKY lança Escola+, projeto com conteúdo de TV para escolas públicas

O que você achou? 
Ideia do programa é enriquecer a grade curricular e já beneficiar 25 mil estudantes nessa primeira fase de lançamento.

A operadora de TV por assinatura SKY acaba de lançar, no Brasil, o Escola+, um projeto de educação audiovisual que disponibiliza conteúdo da TV paga para enriquecer a grade curricular de escolas públicas.

A princípio, o programa será lançado como um projeto piloto em 60 instituições das cidades de Jaguariúna e Jundiaí, em São Paulo. A previsão é beneficiar, já neste início de ano, mais de 25 mil crianças, entre os 7 e 15 anos.


O Escola+, como conta a operadora, foi desenhado para complementar o ensino nas aulas com um material audiovisual. A ideia é que ele contribua com o processo pedagógico dos professores ao transmitir, por meio da TV via satélite, um conteúdo educacional de parceiros como Discovery Na Escola, National Geographic, Disney, Take Off Media e Fundación Torneos. 

Para identificar quais conteúdos da programação disponibilizada se adaptam e complementam mais à cada grade curricular, os professores passarão por um treinamento, ministrado em parceria com o Senac, com acompanhamento tanto da instituição quanto da SKY.

LEIA TAMBÉM:

"Estamos muito felizes em trazer o Escola+ para o Brasil. Para nós, o conteúdo audiovisual é uma ferramenta educacional que apoia os professores em seus processos pedagógicos. Esperamos replicar localmente o sucesso do programa na América Latina, para que nos próximos anos possamos expandi-lo para todas as regiões do País", diz o vice-presidente de Responsabilidade Social Corporativa e Sustentabilidade da DIRECTV Latin America, Sandro Mesquita, que lidera o time da SKY no Brasil.

Na América Latina, o projeto foi implementado em 2007 pela DIRECTV, abrange oito países e beneficia 8,8 mil escolas, atingindo 2 milhões de estudantes. Desde seu lançamento, mais de 129 mil horas de conteúdos foram transmitidas.

No Brasil, o projeto também tem apoio das prefeituras e Secretarias de Educação, que auxiliaram na seleção das unidades beneficiadas neste primeiro lançamento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário