terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Fibra, biosites e chamadas por Wi-Fi: novidades da TIM para 2018

O que você achou? 
Objetivo da operadora é aumentar a cobertura e focar na experiência do cliente.


Durante uma coletiva de imprensa na última sexta-feira (8), a TIM anunciou aos jornalistas do setor uma série de novidades e expectativas para 2018. Entre as principais, estão o investimento em fibra óptica, as chamadas por Wi-Fi e centenas de biosites a serem instalados.

Em todos os casos, o foco será a experiência do cliente. O Wi-Fi Calling havia sido uma promessa para as Olimpíadas, mas a TIM preferiu focar nas chamadas pelo 4G em 2017, porque no caso do Wi-Fi a desconexão pode fazer a chamada ser desligada ou não ter tanta qualidade quanto no VoLTE, novidade lançada primeiramente pela TIM, que hoje atende 1.043 cidades.



Ainda assim a tecnologia será trabalhada pela TIM no ano que vem, através de um aplicativo no smartphone que decidirá pelo cliente qual será a melhor forma de fazer a chamada, pelo 3G, 4G ou Wi-Fi. Diferentemente da ligação tradicional e a solução pelo Wi-Fi, o VoLTE precisa que dois aparelhos estejam na rede para melhorar a ligação.

De acordo com o presidente da TIM, Stefano de Angelis, a operadora promete fechar o ano com 3 mil cidades atendidas pelo 4G, e a cobertura continuará sendo um foco da operadora, principalmente em ambientes internos com a expansão da rede de 700 MHz.

Em São Paulo, a faixa de 700 MHz chegará ao estado por completo até julho de 2018. Para dobrar a capacidade na região, a operadora fechou um acordo com a prefeitura por cinco anos e lançará 500 biosites, que seriam as antenas fixadas em postes de luz que não agridem a paisagem. 

Fibra óptica

Além disso, a TIM informou que vai expandir sua rede óptica para melhorar os serviços fixos, que aumentaram a receita em 7% no último trimestre. O investimento em FTTH (Fiber to the Home) substituirá o FTTG (Fiber to the Curb), que seria a conexão por meio de cabos de cobre. Com a nova tecnologia, as conexões do TIM Live devem ser mais rápidas.

Mais um objetivo é expandir o serviço para mais cidades, além de São Paulo, Rio de Janeiro e a Baixada Fluminense, e também dobrar o total de cidades atendidas com a banda larga em fibra da TIM, que já chega a cerca de 40 mil residências. Entre as regiões escolhidas estarão a aquelas em que a rede óptica já opera para conectar as antenas de celular da operadora.

LEIA TAMBÉM:


3 comentários:

  1. Podiam informar se a TIM Live vai pelo menos sair do Rio e São Paulo. Acho que quando falam em expansão, estão falando numa rua que não cobrem nos mesmos bairros e cidades onde têm serviço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo.
      Aqui no estado do RJ só tem na cidade do Rio e algumas cidades da baixada.
      Não aumentou em cidades aqui no RJ desde quando cobraram a empresa, que esqueci o nome, e passaram para Live Tim

      Excluir
  2. Tenho quase certeza que Uberlândia - MG será uma das cidades escolhidas para expansão do TIM Live. A cerca de 03 meses começaram a cabear a cidade inteira, não só onde estão as antenas, incluindo os bairro mais distantes! No cabo consta identificado (TIM/INTELIG).

    ResponderExcluir