Serviços de streaming seriam os culpados por franquias de internet

Especialista afirma que aumento de consumo do serviço prejudica o uso da internet, e operadoras reagem limitando o tráfego da rede.


Os serviços de streaming tiveram um aumento expressivo nos últimos anos, principalmente no Brasil, e isso se deve – em sua maior parte – por aplicativos como Netflix e YouTube. O uso de smartphones e tablets para esse fim aumentou bastante também, o que faz com que o tráfego de internet seja maior.

O co-fundador e diretor executivo da iniciativa “Fight For The Future”, Holmes Wilson, afirmou que os modelos atuais de franquias na banda larga fixa não se sustentam tecnicamente ou economicamente falando. Sendo assim, eles insistem em inserir limite de planos de dados e limitando a franquia dos planos de internet.

O motivo é – aparentemente – óbvio: concorrência. Como visto anteriormente aqui no Minha Operadora, serviços como o Netflix são muito mais rentáveis do que o modelo atual de TV a cabo, fazendo com que os provedores busquem motivos para limitar serviços de internet e “empurrar” o serviço de TV por assinatura para os clientes.

A afirmação de Holmes faz perfeito sentido se formos colocar na ponta do lápis valores comercializados pelas gigantes do ramo. É muito comum ver promoções de pacotes de internet a preços tentadores sendo vendidos, contanto que você adquira TV por assinatura e telefone fixo junto no combo. Assinar apenas internet no Brasil não só é mais caro, como também impraticável, sendo um cliente comum.

LEIA TAMBÉM:


No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários