Sercomtel apresenta plano de recuperação financeira à Anatel

Prefeitura de Londrina e Copel, as duas controladoras da Sercomtel, entregaram a proposta de recuperação à Anatel e esperam a avaliação da agência.



Uma comitiva com diretores da Sercomtel e representantes da Prefeitura de Londrina e da Copel Telecom apresentou nesta semana o plano de recuperação financeira da empresa à Anatel.

A operadora já vem sendo acompanhada de perto pela Agência há alguns anos. O presidente da Anatel, Juarez Quadros, informou que não existe um prazo definido para se manifestar, mas que a proposta já está sendo analisada pela área técnica.

O plano envolve cortes profundos nas despesas, venda de ativos – como torres de celular – e parceria dos acionistas. A proposta deve ser executada em ações de curto e médio prazo até 2021, sendo muitas delas dependentes de acordo de cooperação técnica e financeira entre a prefeitura de Londrina e a Copel, que dividem o controle da Sercomtel.

A operadora deve passar a oferecer serviço de telefonia fixa a municípios do Paraná, onde ainda não atua, em parceria com a Copel. Também está na pauta realizar novas parcerias com provedores regionais para oferecer serviço de voz, cobranças e negociação com inadimplentes, além da participação em licitações para prestar serviços a Prefeitura de Londrina.
A dívida da Sercomtel era de R$ 190 milhões no fim de 2016. A empresa recebeu em Junho um ultimato da Anatel para que apresentasse um plano de recuperação financeira dentro de 30 dias.

LEIA TAMBÉM:


Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários