Concessionárias de STFC têm perda recorde de base em 2012

O setor de telefonia fixa no Brasil vive, há vários anos, oxigenado apenas pelas empresas autorizadas. A queda no total de acesso das concessionárias é vertiginosa e está em aceleração. Em 2012, segundo dados do Atlas Brasileiro de Telecomunicações que circula a partir de março, as concessionárias perderam 1,65 milhão de acessos, sendo 1,06 milhão da Oi e cerca de 645 mil da Telefônica|Vivo. Em 2011 a queda havia sido de 1,4 milhão, 1,24 milhão em 2010, 1,12 milhão em 2009 e 500 mil na média nos anos de 2008 e 2007. Nos últimos seis anos, as concessionárias perderam nada menos do que 6,5 milhões de clientes.

Compensando essa queda vêm as autorizadas, que em 2012 cresceram 1,98 milhão de acessos e chegaram a um total de 14,1 milhões de clientes, dos quais a Embratel/Net tem a maior parte (9,68 milhões em dezembro), seguida pela GVT (3,63 milhões), TIM/Intelig com 640,4 mil, e Transit com pouco mais de 157 mil.

Em números absolutos, o número de novos acessos fixos das autorizadas em 2012 foi menor do que o de 2011, quando as operadoras atingiram um total de 2,3 milhões de clientes. Em 2010 eram 1,88 milhão de novos acessos, em 2009 eram 1,5 milhão, em 2008 foram 2,55 milhões e em 2007 foram 1,26 milhão. Nos últimos seis anos o crescimento das autorizadas foi positivo em 11 milhões de acessos. Hoje, as autorizadas já têm praticamente um terço do mercado de telefonia fixa do Brasil. A base total de acessos fixos em serviço no país está na casa dos 43,3 milhões.
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários