Com frequência de 700 MHz, o 4G LTE do Brasil poderá receber mais celulares

A Anatel corre com a implementação do 4G em cidades que receberão a Copa das Confederações. O problema é que mesmo mirando em um evento que traz gente do mundo todo, apenas os aparelhos brasileiros utilizarão o 4G, já que a frequência de 2,6 GHz não é utilizada lá fora. Porém, os 700 MHz sim e o Brasil está empurrando sua licitação – o que faz com que o 4G do Brasil receba smartphones de outros países, sem problemas.

Calma, ainda estamos falando do leilão para a possível implementação da rede, que deve custar algo em torno dos R$ 40 bilhões, contra os singelos R$ 2,9 bilhões do atual 4G LTE que temos. A vantagem da rede de 700 MHz (além de receber smartphones do exterior) é que a frequência alcança maiores distâncias, o que diminui a necessidade de instalação de mais antenas para aumentar a cobertura do sinal, além da melhor difusão desta onda, que consegue penetrar melhor em locais fechados. Hoje, esta frequência é utilizada pelas TVs em UHF.

Este processo estava marcado para iniciar no segundo semestre, mas o governo acelerou as medidas e quer tudo pronto antes das eleições de 2014 e aparentemente antes do início da Copa do Mundo do Brasil. Hoje, se você comprou um aparelho 4G no exterior (como um iPhone, alguns Androids ou o iPad) basta aguardar e assim poderá fazer seu 4G funcionar perfeitamente.

Como este passo significa um menor custo de implementação da rede e um maior número de usuários utilizando, já que falamos de estrangeiros podendo usufruir do nosso maravilhoso 4G (fim da ironia), acredito que o 4G LTE em 700 MHz esteja funcionando bem antes do início da Copa do Mundo.

Claro que entendemos a importância do 4G chegar por aqui de forma correta, mas que tal dar uma alavancada na qualidade do nosso 3G? Lá fora o 3G passa dos 5 Mbps, enquanto nós engasgamos com 1 Mbps bastante caro, isso quando em plena Avenida Paulista, o 3G de várias operadoras chega a sumir. Durante a Campus Party, a Vivo apresentou sua rede 4G que chegou a marcar 83 Mbps de download. Esperamos, do fundo do coração, que esta velocidade não caia com o número de usuários crescendo, algo comum no Brasil.
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários