Qual deve ser o futuro da Sercomtel?

A operadora Sercomtel é o grande espinho na garganta do novo prefeito de Londrina. A empresa está com sérios problemas financeiros, está perdendo mercado e precisa urgente encontrar uma solução de sobrevivência. A concorrência na telefonia celular (TIM, Vivo, Oi, Claro) é brutal e com poucas chances de solução. No caso da telefonia fixa, a empresa ainda tem uma boa carteira, porém sofre o ataque forte da GVT e de novas tecnologias como o Skype e seus similares.

Por isso o nome para presidir a empresa foi tão difícil de ser escolhido. O ex-presidente do Banco Central, Henrique Meireles chegou a ser convidado para presidir o Conselho de Administração da empresa.

Outros empresários foram convidados a comandar a Sercomtel, mas recusaram a oferta. Até o atual presidente, Kentaro Takahara foi sondado para permanecer mais um tempo à frente da empresa, mas não quis.

Outros empresários também não quiseram “abraçar a jaca”.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários