InícioNotíciasTV paga cresce 1,7% em novembro

TV paga cresce 1,7% em novembro

Com 266.860 adições líquidas em novembro de 2012, o Brasil fechou aquele mês com mais de 15,9 milhões de domicílios com TV por Assinatura. O crescimento representa uma evolução de 1,7% em relação a outubro de 2012 e 28,3% em relação a novembro de 2011.

Considerando-se o número médio de 3,3 pessoas por domicílio, divulgado pelo IBGE 1, os serviços de TV por Assinatura são distribuídos para aproximadamente 52,7 milhões de brasileiros e estão presentes em quase 27% dos domicílios do País.

AnoTotal de assinaturasDe janeiro a dezembroCrescimento anual (%)Crescimento
absoluto novembro
Crescimento percentual novembro
20075.348.571765.44616,70%41.2350,79%
20086.320.852972.28118,18%74.0811,20%
20097.473.4761.152.62418,24%191.1772,67%
20109.768.9932.295.51730,72%134.5091,43%
201112.744.0252.975.03230,45%275.5972,27%
201215.966.950——-——-266.8601,70%
Evolução por número de assinaturas

Tecnologia

Os Serviços de TV por Assinatura são prestados utilizando-se de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (Serviço de TV a Cabo – TVC), mediante utilização do espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal – MMDS) e na faixa de UHF (Serviço Especial de Televisão por Assinatura – TVA), e ainda por satélite (Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite – DTH).

A participação dos serviços prestados via satélite (DTH) atingiu 60,4% da base e a dos serviços a cabo alcançou 38,7% das assinaturas. Em novembro de 2011, os serviços DTH representavam 54,1% do mercado nacional e os serviços prestados via cabo possuíam 43,9% de market share.

Em novembro de 2012, o DTH, com a adição de 230,4 mil assinantes, cresceu 2,4% em relação a outubro. O serviço via cabo, registrou o acréscimo de 44,5 mil novas assinaturas – crescimento de 0,7% em novembro. As prestadoras de MMDS, por sua vez, perderam 8, 1 mil assinantes no mesmo período, o que representou a queda de 5,2% de sua base 2.
Crescimento por tecnologia
Assinaturas por tecnologia
Terceiro trimestre (2011)Quarto trimestre (2011)Primeiro trimestre (2012)Segundo trimestre (2012)Terceiro trimestre (2012)Out/12Nov/12Variação
Out12/Nov12
MMDS258.180240.562217.729189.658163.895156.670148.565-8.105
TVC5.360.2865.518.1275.714.9575.893.4476.074.5356.125.9916.170.51144.520
DTH6.269.6346.984.8107.738.8808.448.5299.157.4129.413.8369.644.283230.447
TVA5275263.8413.5493.5933.5933.591-2
Total11.888.62712.744.02513.675.40714.535.18315.399.43515.700.09015.966.950266.860

Regiões e Unidades da Federação

Enquanto as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste apresentam índices de crescimento acima da média nacional, as regiões Sul e Sudeste registram crescimento inferior.

Número de assinaturas por região
(Novembro de 2011 e Novembro de 2012)
RegiãoNov/11Out/12Nov/12Cresc. (%)
Nov/11
Nov/12
Variação
Nov/11
Nov/12
Cresc. (%)
Out/12
Nov/12
Variação
Out/12
Nov/12
Nordeste1.392.6241.861.2671.901.80236,56%509.1782,18%40.535
Norte489.178667.877682.32139,48%193.1432,16%14.444
Centro-Oeste757.2031.034.8201.057.76139,69%300.5582,22%22.941
Sudeste8.015.0099.827.1099.962.64324,30%1.947.6341,38%135.534
Sul1.788.2812.309.0172.362.42332,11%574.1422,31%53.406
Brasil12.442.29515.700.09015.966.95028,33%3.524.6551,70%266.860

Número de assinaturas nas Unidades da Federação
(novembro de 2011 e novembro de 2012)
UFNov/11Out/12Nov/12Cresc. (%)
Nov/11
Nov/12
Variação
Nov/11
Nov/12
Cresc. (%)
Out/12
Nov/12
Variação
Out/12
Nov/12
Acre17.60324.93625.17643,02%7.5730,96%240
Alagoas82.616101.424103.63325,44%21.0172,18%2.209
Amapá29.05533.51433.72416,07%4.6690,63%210
Amazonas196.557254.018258.19031,36%61.6331,64%4.172
Bahia426.937573.350586.11237,28%159.1752,23%12.762
Ceará225.403292.488300.00733,10%74.6042,57%7.519
Distrito Federal307.997395.644401.52230,37%93.5251,49%5.878
Espírito Santo171.530221.257227.07132,38%55.5412,63%5.814
Goiás236.727325.942333.15840,74%96.4312,21%7.216
Maranhão106.136131.496131.94924,32%25.8130,34%453
Mato Grosso100.860157.238163.39162,00%62.5313,91%6.153
Mato Grosso do Sul111.619155.996159.69043,07%48.0712,37%3.694
Minas Gerais1.020.5381.281.3581.303.84527,76%283.3071,75%22.487
Pará155.823233.498241.51054,99%85.6873,43%8.012
Paraíba97.839126.949130.32133,20%32.4822,66%3.372
Paraná543.745740.068761.02639,96%217.2812,83%20.958
Pernambuco217.089324.373333.05553,42%115.9662,68%8.682
Piauí45.65663.51864.23740,70%18.5811,13%719
Rio de Janeiro1.786.6982.226.4042.262.76526,65%476.0671,63%36.361
Rio Grande do Norte133.602173.326177.27132,69%43.6692,28%3.945
Rio Grande do Sul805.3761.020.2911.039.42529,06%234.0491,88%19.134
Rondônia46.16960.98861.78333,82%15.6141,30%795
Roraima21.18725.06524.94017,71%3.753-0,50%-125
Santa Catarina439.160548.658561.97227,97%122.8122,43%13.314
São Paulo5.036.2436.098.0906.168.96222,49%1.132.7191,16%70.872
Sergipe57.34674.34375.21731,16%17.8711,18%874
Tocantins22.78435.85836.99862,39%14.2143,18%1.140
Brasil12.442.29515.700.09015.966.95028,33%3.524.6551,70%266.860

Penetração dos Serviços de TV por Assinatura

Em novembro de 2012, os serviços de TV por Assinatura estavam presentes em 26,9% dos domicílios no país, de acordo com estimativas da Agência3. Apesar do crescimento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a região Sudeste ainda lidera esse indicador, com a presença desses serviços em 38,2% dos domicílios.
Entre as Unidades da Federação, destacam-se o Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por terem registrado desempenho acima da média nacional, quanto à densidade dos serviços de TV por Assinatura.
Densidade por região
Densidade dos Serviços de TV por Assinatura
Unidade da FederaçãoNov/11Nov/12Crescimento
Percentual
Acre9,21341,35%
Alagoas9,111,627,49%
Amapá18,321,316,56%
Amazonas22,030,739,24%
Bahia9,713,236,09%
Ceará9,312,231,67%
Distrito Federal38,249,128,47%
Espírito Santo15,520,331,02%
Goiás12,417,238,74%
Maranhão6,17,929,36%
Mato Grosso10,216,965,00%
Mato Grosso do Sul14,620,641,44%
Minas Gerais16,020,226,50%
Pará7,712,765,04%
Paraíba8,811,631,70%
Paraná15,522,243,38%
Pernambuco8,212,551,86%
Piauí5,17,344,37%
Rio de Janeiro32,342,130,24%
Rio Grande do Norte14,418,931,62%
Rio Grande do Sul21,928,128,26%
Rondônia10,113,432,70%
Roraima17,021,325,26%
Santa Catarina21,627,426,66%
São Paulo37,44725,69%
Sergipe9,312,433,35%
Tocantins5,89,666,26%
BRASIL20,726,929,93%

Competição

Confira a seguir a participação de mercado dos principais grupos econômicos prestadores dos serviços de TV por Assinatura.

Número de sssinaturas por grupo econômico
Grupo EconômicoTerceiro trimestre
(2011)
Quarto trimestre
(2011)
Primeiro trimestre
(2012)
Segundo trimestre (2012)Terceiro trimestre
(2012)
Outubro
2012
Novembro 2012
NET/Embratel6.534.4776.997.3827.452.6597.824.4388.167.8998.288.9588.412.460
SKY/Directv3.454.1013.796.6144.138.2154.475.8374.771.0114.873.5194.958.984
Oi345.493351.183395.574486.539603.741651.382705.448
Telefônica/Vivo542.081545.824530.121496.429615.166606.700598.837
GVT032.136127.218219.896351.408386.197410.392
Algar92.97493.98498.152104.937108.994110.977111.008
ViaCabo94.41396.64699.338101.067104.032105.334106.171
Subtotal:11.063.53911.913.76912.841.27713.709.14314.722.25115.023.06715.303.300
Demais Grupos825.088830.256834.130826.040677.184677.023663.650
Total Geral:11.888.62712.744.02513.675.40714.535.18315.399.43515.700.09015.966.950
Participação no mercado por prestadora
Os grupos econômicos são compostos por operadoras que atuam em diversas áreas com várias tecnologias. O grupo NET/Embratel é formado pelas operadoras do grupo NET Serviços (TV a Cabo e MMDS) e CLARO TV (DTH). Por sua vez, o grupo SKY/DIRECTV é o formado pelo conjunto de operadoras do grupo ITSA (TV FILME / MAIS TV – MMDS) e SKY (DTH).
Em novembro de 2012, a liderança em market-share por grupo econômico em cada uma das Unidades da Federação estava assim apresentada:
Competição



Redação Minha Operadora
O mais acessado site de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil. Mais de 17 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas vistas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários