InícioNotíciasTrabalhadores da TIM aprovam proposta para o acordo coletivo 2012/2014

Trabalhadores da TIM aprovam proposta para o acordo coletivo 2012/2014

Os funcionários da TIM, em sua grande maioria, aprovaram a proposta negociada entre Sintetel e Fenattel para o Acordo Coletivo 2012/2014. Eles terão um aumento real de salário que varia de 0,18% a 3,01% de acordo com sua faixa salarial. 

O aumento real será incorporado juntamente com a inflação de 3,99% equivalente ao período de dezembro de 2011 a agosto de 2012. Além disso, os trabalhadores receberão um abono que varia de 20,85% a 35% do salário de acordo com a faixa salarial. O auxílio-creche terá um reajuste de 13%, o auxílio do filho portador de deficiência será reajustado em 10%, o VR de callcenter será de R$ 13, das lojas será de R$ 18 a R$20,50, conforme opção para os ativos e R$21,50 para os administrativos. 

Também foi negociado um plano de promoção para o callcenter com a criação do CR IV. 

Nas lojas, foi criado um incremento do alvo target da variável em 10%, o que resultará num ganho salarial médio em torno de 5%. A antecipação do 13º salário será em fevereiro/2013. 

Outra conquista foi a nutrição infantil, ou seja, todos os empregados e empregadas terão garantidos pela empresa a compra de leite, independente do tipo, até os 2 anos de idade da criança. 

Outro avanço histórico foi a concessão de modem + chip de dados para acesso ilimitado e gratuito à internet (velocidade até 16MB/por segundo). Segundo a empresa, o preço médio do benefício é de R$ 70 por mês. 

As ausências justificadas serão de 5 dias consecutivos em virtude de casamento e de 10 dias consecutivos para paternidade. 

Houve também ampliação nos tempos de complementação do auxílio doença/acidente do trabalho com critérios específicos e também foi garantido uma sessão de check-up para trabalhadores maiores de 50 anos no período de 24 meses. A empresa também garantiu seu comprometimento com a NR 17, inclusive, com a implantação de luvas laborais e terapêuticas para os trabalhadores de call centers, além de não mais admitir práticas de assédio moral. 

Ficaram mantidas as demais cláusulas do acordo anterior.


Redação Minha Operadora
O mais acessado site de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil. Mais de 17 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas vistas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários