Teles preparam ofertas especiais de smartphones e planos 3G com foco no Natal

Boa parte dos portfólios das operadoras de telefonia celular já é composta prioritariamente por smartphones ou webphones. Aliados à crescente oferta de tablets, o fator também justifica a demanda crescente por banda larga e modens 3G. Ao apresentar a representação que contesta os investimentos em infraestrutura por parte das empresas, o presidente da OAB-RS, Cláudio Lamachia, chegou a questionar o compromisso assumido pelas companhias com realização de melhorias na infraestrutura da rede. “Não querem investir neste ano na tecnologia 3G que qualificaria desde já os serviços prestados à população, pois pretendem economizar e direcionar os recursos para a implantação em 2013 da rede 4G”, atacou.

Entretanto, o diretor da Claro na Região Sul, Mauricio Perucci, garante que a empresa foi uma das pioneiras na implantação da rede, ainda em dezembro de 2007. Segundo ele, atualmente, são mais de 89 mil Km de fibra óptica, em um anel que abrange cerca de 85% da rede e, no Estado, chega a 90%. “Desde aquela época, temos uma procura crescente. Isso porque há uma demanda reprimida por banda larga no Brasil. Investimos nos últimos anos para preparar a rede e comportar o contingente de clientes. O Rio Grande do Sul, desde o lançamento da Claro em 1999, tem os melhores indicadores. Aqui são quase 5 mil Km de fibra óptica”, revela Perucci.

De acordo com o executivo, as ações para a tecnologia 4G começaram com a compra de lotes e o início dos testes em Campos do Jordão. “Temos aparelhos com tecnologia LTE para oferecer. É uma opção que funciona em 2G e 3G, mas assim que entrar a nova rede, ele pode ser utilizado”, explica ao lembrar que tablets, smartphones e webfones devem puxar as vendas do Natal, pois representam 63% do atual portfólio, com aumento de 276% nas vendas entre janeiro e agosto de 2011. 
Na Oi, o diretor de varejo para a região Sul, Luciano Kliemaschevsk, projeta que, até dezembro de 2012, a rede 3G da empresa chegará a 75% da população urbana brasileira. Nesse período, o número de municípios contemplados crescerá aproximadamente 170%. A aposta para o Natal, segundo ele, é na continuidade da expansão da base de clientes com acesso a dados, que foi ampliada em 41% até setembro. “Em outubro do ano passado, a empresa consolidou a estratégia de banda larga ao lançar o serviço wi-fi, complementando a cobertura de banda larga 3G. A rede Oi Wi-Fi, que inclui cobertura nos principais aeroportos, shoppings e restaurantes, conta com mais de 10 mil pontos de acesso no Brasil, trazendo economia aos usuários”, destaca. 

Para o diretor da TIM no Rio Grande do Sul, o Estado apresenta um percentual de vendas de smartphones superior ao restante do Brasil, e 31% da base de clientes da operadora utiliza acesso a dados pelo telefone. Segundo ele, a expectativa é de reduzir em 30% o valor dos aparelhos para ampliar as vendas. “Sabemos que, quando se compra, se busca o melhor produto pelo menor preço. Aqui, a renda média é superior a outros estados e trata-se de um público que gosta de consumir as novidades”, defende.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários