Projeto vai permitir que taxistas usem tablets para aceitar cartões em Manaus

Novidade será implantada a partir de julho
A partir de julho deste ano, os taxistas de Manaus poderão oferecer ao cliente a facilidade do pagamento no cartão de crédito ou débito utilizando smartphones ou tablets. Trata-se do ‘e-Táxi’, projeto do o Governo do Estado do Amazonas, desenvolvido pela Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP-Copa), que oferecerá aos taxistas dispositivos móveis com aplicativos para turismo e pagamento da corrida com cartão. O lançamento do ‘e-Táxi’ ocorrerá na próxima quarta-feira (25) a partir das 9h, no Manaus Plaza Centro de Convenções, localizado na Av. Djalma Batista.

Segundo o coordenador da UGP-Copa, Miguel Capobiango, o projeto está sendo desenvolvido desde outubro de 2011 e tem o objetivo de facilitar o serviço do taxista e oferecer conveniência e segurança para o cliente, além de visar o uso do projeto na Copa do Mundo em 2014.

“O e-Táxi é fruto de uma grande parceria com várias empresas, por isso não envolve recurso público. A ideia da iniciativa surgiu quando percebemos que as pessoas, principalmente os turistas, pagam os serviços no cartão. Assim, pensamos em como oferecer esse serviço de forma que o taxista não fique preso a apenas uma bandeira. Então formamos algumas parcerias e criamos este projeto”, explicou.

As empresas de telefonia Vivo e Claro serão as responsáveis por oferecer os planos de internet com mensalidades reduzidas para os adeptos ao e-Táxi. Já a líder em soluções de meios eletrônicos de pagamentos, Cielo, através do aplicativo Cielo Mobile, será a parceira encarregada de permitir o pagamento com os cartões Visa, MasterCard, American Express e Diners Club International, entre outras bandeiras.

“O taxista terá que adquirir, com uma das operadoras, o tablet ou smartphone e o plano que mais lhe agrada. É claro que as empresas de telefonia vão oferecer planos mais em conta para que haja maior adesão e assim facilitar este serviço para a população. Após o uso durante as corridas, o taxista poderá usar normalmente o seu dispositivo multimídia e usufruir do plano que escolheu”, apontou o coordenador.

Após aderir ao e-Táxi, o taxista passará por três etapas de treinamento. A primeira consiste na capacitação dos profissionais, onde serão ministrados cursos de empreendedorismo, qualificação em idiomas e treinamento para utilizar o tablet ou smartphone.

A etapa seguinte diz respeito à instalação do aplicativo Cielo Mobile nos aparelhos, para que os taxistas de Manaus possam oferecer aos seus passageiros a possibilidade de pagar a corrida com os principais cartões de crédito e débito.

Na terceira e a última fase, o taxista, já habilitado com o tablet ou smartphone em mãos, terá a caracterização do veículo, para que o mesmo possa ser reconhecido e valorizado como um táxi do inovador projeto.

Para aderir ao projeto, o taxista terá ainda que estar de acordo com o Programa Federal de Combate no Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ESCA), oferecido pelo Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT).

Segundo Capobiango, para a primeira turma do projeto serão oferecidas 250 vagas. A previsão é de que em julho os primeiros taxistas já estejam trabalhando com o dispositivo multimídia. “Ao todo, Manaus conta com 4.020 placas de táxi registradas. A nossa meta é incentivar a adoção do dispositivo multimídia em 2.500 taxis da cidade, que são aqueles que trabalham nas cooperativas. A partir daí, essa ferramenta se tornará cada vez mais atrativa e conseguiremos a adesão de mais trabalhadores”, concluiu.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários