Oi fecha 2012 com R$ 91 milhões em MT

A concessionária Oi, anunciou ontem que vai fechar o ano de 2012 com investimentos de R$ 91,18 milhões, em Mato Grosso. É a segunda maior injeção de recursos do Centro-Oeste e superam em cerca de 50% todo o volume aplicado em 2010. O valor está sendo aplicado na modernização de toda a rede de telefonia fixa e móvel e de internet banda larga, bem como a instalação de novos sites de telefonia móvel tanto 2G quanto 3G em todo o Estado. O valor supera em mais de 24,8% os R$ 73 milhões investidos no Estado pela companhia no ano passado. 


Como explicou o porta-voz da empresa, o gerente de relações Institucionais em Mato Grosso, Guilherme Luiz Teixeira Alves, o montante destinado a Mato Grosso faz parte de um ousado plano global da empresa que prevê desembolsos de R$ 24 bilhões até 2015 para todo o país, média de R$ 6 bilhões/ano, investimento que equivale, por exemplo, ao orçamento para implantação de até seis montadoras de veículos por ano no país. O objetivo “é fazer com que nos próximos anos a Oi seja a primeira opção dos brasileiros”. Fora o capital, a Oi adotou como estratégia a partir do final do ano passado, regionalizar sua atuação, por meio da criação da Diretoria de Relações Institucionais com Estados e Municípios, como forma de se aproximar das necessidades dos clientes e assim, garantir serviços de maior qualidade. “Investimentos são para acompanhar o ritmo chinês de crescimento do Estado”, aponta. 

Fruto desse realinhamento interno, e ou, dos investimentos já consumados ao longo do ano, Alves destaca que na telefonia móvel, a Oi é a 4ª maior do código de área (DDD) 65 e a 2ª maior do DDD 66, posição que vem sendo muito comemorada pela telefônica. Além disso, em nível Brasil, a Oi, como relata o gerente local, é a que mais registra adição líquida de clientes no plano pós-pago. “O plano que é tido como o mais importante, vem nos proporcionando a superação das metas estabelecidas internamente”. 

ECONOMIZE! 💰 Compare os planos das operadoras de celular e escolha o mais vantajoso para você.

Desde que confirmou a compra da Brasil Telecom, em abril de 2008, a Oi vem trabalhando internamente e acredita que deu grandes saltos qualitativo e quantitativo nos últimos dois anos. “Agora focados na regionalização, que sem dúvida é a marca dos trabalhos da empresa neste ano, e na oferta de serviços convergentes e de qualidade em conta única, acredito que fizemos a diferença no mercado e pudemos recuperar o tempo que levamos para tomar pé de tudo após a aquisição da Brasil Telecom. Podemos ter até ter saído atrás das concorrentes em alguns tipos de planos e serviços, mas agora com o ‘quadri-play’, demos um salto duplo e ele tem sido uma grande estratégia de atuação num mercado diariamente concorrido”. O quadri-play é a oferta integrada de serviços de telefonia móvel, fixa, internet e TV por assinatura. Alves frisa que a empresa foi a primeira a apresentar essa convergência em conta única, o que permite ao cliente economia comprovada de cerca de 20% a 30% quando comparado ao consumo unitário desses serviços. “Esses serviços que ofertamos são próprios da Oi, o que a concorrência não tem”. 

Como anda a Oi no Estado

Em Mato Grosso, 137 municípios do Estado contam com o serviço de internet banda larga Oi Velox, com uma cobertura de quase 100% da população. Até o final do ano, todos os 141 municípios de Mato Grosso estarão atendidos. 

A cobertura de telefonia móvel alcança 98 municípios, capital e interior, cobrindo 92% da população do Estado. Essa cobertura é suportada por uma rede de sites de telefonia 2G em diversas localidades do Estado e de 3G em Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande e Sinop. De acordo com dados da Anatel de setembro, Mato Grosso tem mais de 4,4 milhões de acessos móveis em operação, com uma teledensidade de 138,86%, entre as dez maiores do país. Por ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, até dezembro de 2013 a rede 4G estará disponível na Capital. Nos próximos dias, como consequência da celeridade de autorizações e licenças, Rondonópolis será o ponto de partida do projeto-piloto da Ultra Banda Larga, que vai ofertar velocidade de até 15 megabites. “Vamos estender essa velocidade para Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis. Em Cuiabá, temos dificuldades em licenças, por exemplo, no Centro Histórico e em Várzea Grande, há a instabilidade política”, justifica. 

Ainda como estratégia de sobrevivência em um mercado altamente concorrido, de insumos caros e importados em quase sua totalidade e lidando com tecnologias que mudam a cada dois anos, Alves anuncia que os investimentos se traduzem também em novas lojas próprias em Cuiabá, movimentação que entre o quiosque novo do shopping Américas, nova loja no shopping Goiabeiras e reforma do Pantanal Shopping, estão demandando a contratação de 55 pessoas, “que serão funcionários da Oi, reforçando o compromisso com a qualidade e a proximidade junto ao cliente”.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários