Falha no Google pode ter sido culpa das operadoras

Serviços do Google ficaram indisponíveis na tarde dessa segunda-feira para vários usuários brasileiros de internet. Ao tentar acessar alguns deles, como a página inicial do buscador, o Google Drive ou Gmail, usuários receberam em retorno uma página de erro informando o código 502.

O #Minha Operadora entrou em contato com as maiores operadoras de banda larga do país. Nenhum identificou falha específica na rede própria. As assessorias de Net Virtua, Oi Velox (tanto fixo como 3G) e Vivo Speedy informaram que a infraestrutura de telecomunicações permanecia regular. Por telefone, assessor do Google Brasil informou que não há registro de problemas na página de status da companhia.
Em nota, o Google Brasil informa o seguinte:
Soubemos que alguns usuários tiveram problemas para acessar algumas de nossas ferramentas, mas não encontramos problemas em qualquer serviço até agora. Continuamos monitorando nossos sistemas, e avisaremos sobre qualquer novidade.
Felix Ximenes, diretor de comunicação da empresa, disse que acionaria técnicos na Suíça para averiguar se algo aconteceu. De fato, aconteceu.
Vários colaboradores do nosso Portal ficaram sem acesso aos serviços. Falta saber em que parte da internet o problema se originou. No centro de controle do Virtua havia a informação de que a dificuldade de fornecer acesso a sites internacionais existia e a previsão para restabelecer o acesso estava em 22h30.

Ainda não há muitas informações sobre a pane, sabemos apenas que ela começou por volta das 16h19 de hoje. Por enquanto, na lista de indisponibilidades de redes [caiu], a especulação é de que um ponto de troca da Embratel com a GLBX (Global Crossing) teria saído do ar deixando usuários das operadoras Oi Velox e NET Virtua sem acesso aos serviços, enquanto os provedores GVT e Speedy continuavam fornecendo acesso normalmente.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários