Deputados pedem que população desliguem celulares nesta quarta

Amanhã, um grupo de deputados que defende a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia na Câmara Federal vai protestar contra as altas tarifas cobradas pelo serviço no Brasil. Entre 12h e 13h, a meta é que 1 milhão de pessoas desliguem os aparelhos em um movimento de repúdio, mesmo dia em que uma denúncia vai ser entregue ao Ministério Público Federal e ao Tribunal de Contas da União. 

O documento detalha a falta de investimentos em infraestrutura no setor e o caráter arrecadatório, segundo os parlamentares que protocolaram o pedido de CPI em agosto. O petebista Ronaldo Nogueira (RS), um dos autores do projeto, explica que o ato serve para pressionar pelo início das investigações. “Queremos pressionar o presidente Marco Maia a instalar a CPI e o Ministério Público Federal, que se abrir essa caixa preta que é a telefonia, vai encontrar muita coisa”, considerou. 

O parlamentar ainda lembrou que a Anatel não revisa o valor da tarifa de interconexão para subsidiar a instalação de mais antenas e melhorar os serviços da rede de telefonia celular há uma década. Ainda na semana passada, as vendas do plano Infinity Day, da TIM, que custa R$ 0,50 por dia, foram proibidas. A Anatel alegou que o sistema provoca instabilidade. 

Já em 21 de dezembro, a meta é ambiciosa. Os deputados pretendem realizar um movimento para desligar 10 milhões de aparelhos. Até o momento, a campanha reuniu cerca de um milhão de pessoas nas redes sociais.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários