Vai chegar uma nova operadora no Brasil

O Magazine Luiza passa a comercializar um chip de celular pré-pago com marca própria em todas as 746 lojas da rede espalhadas pelo Brasil. O mais novo produto do varejista é resultado de uma parceria com a Claro e tem a meta de atrair 1 milhão de clientes no prazo de um ano. 


A decisão de revender chips nesse modelo não inviabiliza a possibilidade de a empresa vir a se tornar no futuro uma operadora virtual (Mobile Virtual Network Operation – MVNO). “Achamos que hoje não é o momento. Sabemos que as teles estão passando por acertos, após o problema que tiveram com a Anatel”, disse Frederico Trajano, diretor de marketing e vendas do Magazine Luiza, se referindo ao puxão de orelhas que Claro, TIM e Oi levaram recentemente por não oferecer serviços com qualidade. “Elas estão corrigindo os problemas, mas acho que ainda é hora certa para sermos MVNO”, acrescenta.

Batizado de “Chip Luiza”, o novo SIM Card permite aos usuários acessar redes sociais, ter conta de e-mail e fazer compras online pelo site de e-commerce do Magazine Luiza, sem precisar de pacote de dados. Essa interação será possível por meio da plataforma Smart Message, desenvolvida pela Gemalto e embarcada no chip.

Trajano informa que o novo chip faz parte de uma estratégia da companhia para se relacionar e fidelizar sua clientela. O varejista vai se apoiar na plataforma Smart Message para comunicar ofertas, informar datas de entregas e até oferecer promoções quando perceber que determinado consumidor está próximo de uma das lojas. 

O Magazine Luiza também vai informar o consumidor quando seus créditos estiverem acabando e oferecer recargas com promoções. Segundo Trajano, a idéia é oferecer minutos grátis para cativar os consumidores. O Chip Luiza custa R$ 12.

Com a iniciativa, o Magazine Luiza espera incrementar suas vendas. Atualmente a cadeia conta com 28 milhões de clientes, dos quais 10 milhões são ativos. “Nossa meta é atrair 10% para o Chip Luiza num prazo de um ano”, afirma o executivo.

Para a Claro, o acordo de “co-brand” com o varejista abre oportunidades para ampliar a sua base de clientela. “A parceria vai permitir acesso aos clientes do Magazine Luiza às redes sociais. É uma forma de trazermos mais gente para internet. Quando o cliente usa de serviços adicionados mais ele fala e consome”, afirma a executiva. 

Trajano acrescenta que o Chip Luiza vai funcionar em qualquer celular e que os clientes não precisam de aparelhos com 3G para acessar redes sociais. Com essa facilidade, ele acredita que muitos de seus clientes vão se inserir na web pelo Chip Luiza.
A plataforma Smart Message, que foi desenvolvida pela Gemalto e embarcada no Chip Luiza, funcionará integrada com o sistema de Customer Relationship Management (CRM) do Magazine Luiza. A solução ficará hospedada nos servidores da fabricante e vai disparar as mensagens recebidas do varejista destinada aos consumidores.

Andre Futuro, gerente de vendas e soluções da Gemalto Brasil, explica que é o varejista que terá acesso a todas informações dos consumidores. Eles serão reconhecidos pelo CPF, que permite ao Magazine Luiza traçar promoções de acordo com o seu perfil de compras. 

“O Smart Message é uma plataforma diferente do SMS e permite comunicação one to one”, afirma Futuro. Entretanto, ele ressalta que o cliente terá de autorizar o recebimento de mensagens promocionais.

COMPARTILHAR EM:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários