Smartphones disponíveis no Brasil não dão suporte ao 4G

Além do problema do preço do serviço, o 4G também encontra a barreira da falta de celulares e tablets que possam utilizar ao máximo a velocidade da conexão. Aparelhos já vendidos no Brasil como o Samsung Galaxy S3 e o Nokia Lumia 900 possuem versões compatíveis com a banda larga 4G, ainda indisponíveis para o mercado nacional. 

Um empecilho para quem está ansioso pela estreia do 4G é a incompatibilidade dos aparelhos comprados no exterior com a banda larga super-rápida nacional. O Brasil adotará a faixa de frequência 2,5 gigahertz (GHz) para o serviço. Enquanto isso, o iPad americano das operadoras AT&T e Verizon, por exemplo, utiliza a faixa de 700 mega-hertz (MHz). 

A Claro sinaliza a chegada do Razr HD para setembro. Habilitado para o 4G, o celular é o primeiro lançamento do Google a frente da Motorola. O executivo da Claro afirma que a operadora negocia com várias empresas para que o novo serviço seja lançado com “um bom número de aparelhos até abril de 2013”.
Um dos trunfos da banda larga de altíssima velocidade é baratear a tecnologia anterior, o 3G. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo acredita que o upgrade para o 4G vai satisfazer também os usuários da internet móvel que já utilizamos: “Vai descongestionar o 3G. Também está no edital da licitação do 4G que o 3G tem que ser implementado em todo o território. Vai ser um avanço muito grande no quadro da telefonia móvel nacional.” 

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários