Contratos de Banda Larga devem sofrer alterações

Parece que a Anatel finalmente resolveu atender a todas as nossas preces, fiscalizar e aumentar gradativamente o acesso a banda larga no Brasil que diga-se de passagem é totalmente precário.

Na Resolução nº 574, de 28 de outubro de 2011 a agência visa corrigir principalmente um dos maiores erros que os contratos de banda larga no país oferecem aos usuários e estes nem percebem.

O Problema

Você sabia que a sua operadora não é obrigada a te oferecer toda a velocidade do seu plano?

Exatamente uma cláusula dos contratos das operadoras, permite que elas só ministrem 10% do total da banda pra você.

Pois é você contrata um plano de 10Mb e pode receber até 1Mb, compra um de 20Mb e  pode receber até 2Mb, é fácil verificar isso, só observar a sua taxa de download e upload, se você tem internet de 10Mb, mas baixa a meros 1Mb/s quer dizer que vc só tem 10% da sua banda total, pois o certo seria baixar a 10Mb/s.

A Solução

A Anatel e as operadoras de banda larga fixa do Brasil têm o compromisso de medir e acompanhar os indicadores de qualidade da conexão banda larga em todo o país. Para a medição da qualidade de banda larga fixa o Programa abrangerá usuários das prestadoras do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) com mais de 50 mil acessos (atualmente, Oi, NET, Vivo, GVT, Algar, Embratel, Sercomtel e Cabo).

A Anatel pretende com esse projeto é fazer com que, até 2014 (qualquer menção ao ano da copa é mera coincidência), as operadoras ofereçam até pelo menos 60% da taxa do plano contratado, ou seja, se você contratar 10Mb poderá receber até 6Mb/s. Mas pra isso vamos ter de aguardar só mais um pouquinho.

COMPARTILHAR EM:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários