Câmara de Curitiba cria grupo para fiscalizar serviços de telefonia

Mesmo ainda enfrentando inúmeros problemas para completar ligações via celular e continuar recebendo mensagens de texto com horas e até dias de atraso, os curitibanos poderão contar, agora, com um grupo de trabalho permanente, na Câmara de Vereadores, na intenção de tentar controlar essas situações. A frente, criada, nesta semana, irá cobrar melhorias na rede de telefonia móvel e também interceder pela implantação da tecnologia 4G de internet mais rápida aos usuários da cidade, atualmente está disponível a 2G, que já não suporta a demanda. A criação do grupo é resultado de uma reunião entre os vereadores e representantes das operadoras Vivo, Oi, Claro e TIM, que definiram um termo de cooperação. 

Das mais de 780 antenas e estações de rádio-base (ERBs) instaladas em Curitiba, nenhuma delas estaria funcionando fora das especificações da Anatel (inclusive quando o assunto é o risco à saúde dos moradores) mas parte desses equipamentos estaria em desacordo com a lei municipal 11.535, de 2005, que prevê cuidados adicionais na hora da instalação. Na lei, há restrição, por exemplo, de antenas e ERBs em áreas muito próximas de hospitais, escolas e igrejas, além da vedação em parques e praças públicas. 

O representante do Sinditelebrasil, Ricardo Dieckmann, que também participou da reunião, concordou em enviar informações adicionais ao poder público da cidade, para subsidiar o estudo para a ampliação da rede de telefonia móvel na cidade. Em 2011, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente estudou 100 pedidos de instalação de unidades e outros 30 estão sob análise da pasta, hoje. Dieckmann ainda revelou pressa em resolver o problema com os serviços, uma vez que a estimativa assusta: o país deve chegar aos 5 bilhões de chips em uso em 2020.

Em relação à rede 2G instalada na cidade, a mudança para o padrão internacional de internet rápida (4G) demandará mais antenas e estações de rádio-base. Os vereadores mostraram-se favoráveis ao crescimento dos transmissores, desde que sejam observadas as questões ligadas à saúde da população, o respeito às zonas residenciais e ao paisagismo urbano. O setor de telefonia já recolheu mais de R$ 57 bilhões em tributos e faz parte do planejamento estratégico do governo federal para a Copa de 2014. Por ser uma das cidades-sede do evento, Curitiba será uma das 12 primeiras capitais a receber a tecnologia 4G, cuja instalação deve estar concluída até o início de 2014.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários