Vivo é condenada a indenizar cliente de Londrina por dano moral


Um cliente de telefonia celular de Londrina ganhou na Justiça, uma ação de indenização por dano moral em R$ 15 mil contra a operadora de telefonia Vivo. Segundo informações do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), o cliente teve seu nome inscrito indevidamente em cadastros restritivos de crédito pela “toda poderosa”. E os registros nos cadastros de inadimplentes perduraram por mais de quatro meses.

A decisão pela indenização ao cliente foi aplicada em sentença do Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Londrina, que julgou procedente a ação de indenização por danos morais ajuizada pelo cliente contra a operadora. Porém, a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná reformou em parte, a sentença, aumentando o valor da indenização pleiteada na ação.

No recurso de apelação, o relator consignou em seu voto que “no caso em questão, conclui-se, por óbvio, que a inscrição indevida do nome do autor nos cadastros de inadimplentes gerou ofensa a sua honra, já que lhe trouxe reflexos creditícios negativos, abalando, indubitavelmente, sua credibilidade no comércio”.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários