Problemas da Oi devem ser solucionados até julho


Devido a má qualidade dos serviços oferecidos pela operadora de telefonia móvel Oi em Alagoas, o Procon/AL- órgão vinculado a Secretaria do Estado da Mulher, da Cidadania e Direitos Humanos- o OAB Consumidor e o Ministério Público Estadual realizaram na manhã de hoje (30) no Procon/AL uma reunião com a empresa para ela prestar esclarecimentos sobre as panes constantes.

Dificuldades para realizar ligações, interrupções das chamadas e não acesso a Internet são as maiores reclamações dos usuários. O estopim foi o congestionamento ocorrido no último dia 16 de maio pelo rompimento de um cabo de fibra ótica em Pernambuco que prejudicou alguns estados do nordeste. Durante o período das 8h20 às 11h30, nenhum consumidor conseguiu ter acesso aos serviços de telefonia móvel e internet 3G. Nesse dia, o Procon/AL realizou mais de 200 reclamações.

Os órgãos de defesa do consumidor também questionaram os seguintes problemas enfrentados pelos clientes diariamente: o atendimento da central através do asterisco 144, a indisponibilidade do Oi fale ilimitado e a quantidade de pessoas que aderiram ao plano. Segundo o superintendente do Procon/AL Rodrigo Cunha, a operadora tem obrigações com os usuários. “Eles não podem ser responsabilizados e nem lesados por ingerência da empresa. Queremos que a Oi compense esses clientes pelos serviços não efetuados”, ressalta Cunha.

A operadora Oi garantiu que no próximo mês de junho vai ajustar os serviços, pois neste período os contratos do Oi Fale Ilimitado estarão encerrados. De acordo com os representantes da Oi, a empresa vai criar a 3ª via de Maceió para Recife para evitar que ocorram novos congestionamentos. Além de aumentar no período de 6 meses o número de lojas da Oi no Estado para um melhor atendimento aos clientes. E que no mês de julho do presente ano os serviços se normalizam com a instalação da nova BSC ( equipamento responsável pela conexão das torres) e com a ampliação dos sites novos.

Para os Promotores do Direito do Consumidor, Denise Guimarães e Marx Martins consideraram a reunião produtiva.

“Vamos aguardar que a Oi solucione os problemas até o mês de julho”, explica Martins. “Caso nada seja resolvido neste período iremos entrar como uma ação contra operadora semelhante a da Tim, a qual poderá ter os serviços suspensos se descumprir o acordo”, ressalta a promotora Denise.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários