CEO da Telecom Italia minimiza saída de Luciani da presidência da TIM Brasil


O presidente e CEO da Telecom Italia, Franco Bernabé, minimizou, durante conferência de divulgação dos resultados financeiros do primeiro trimestre do grupo, a saída de Luca Luciani do comando da TIM Brasil, uma estratégia do conglomerado de telecomunicações para evitar que o resultado das operações no País sejam contaminados por investigações que a operadora vem sofrendo na Itália.

A troca no alto escalão da tele brasileira ocorre após o seu principal executivo, Luca Luciani, ser apontado em investigações da autoridade italiana sobre supostas irregularidades envolvendo SIMCards inativos em sua atuação enquanto era diretor de marketing da matriz do grupo, entre 2006 e 2008.

Outro motivo para o afastamento de Luciani é a hipótese aventada, nas últimas semanas, de que a base de clientes no Brasil poderia ter sofrido o mesmo processo, através de depósitos de R$ 0,01 em chips pré-pagos — fato negado publicamente pela empresa. Vale lembrar, contudo, que a permanência de Chips inativos na base de uma operadora no País não é ilegal, desde que a tele pague regularmente seu Fistel.

Os problemas envolvendo o executivo também ocorrem no momento em que a operação brasileira ganha maior relevância junto aos negócios internacionais da Telecom Italia: hoje a TIM Brasil responde por 26% das receitas do grupo e esse percentual tende a crescer, na esteira de um avanço no uso de smartphones no País. A tele foi atribuída também a responsabilidade para que o grupo italiano obtivesse crescimento no seu lucro líquido consolidado.

“Estou envolvido pessoalmente na história e estamos confiantes de que encontraremos uma solução dentro de três meses”, afirmou tantando ressaltar que a saída de Luciani não afetará o restante da operação da companhia. “O sucesso de uma empresa é a criação de um grupo de pessoas e ele ainda está em vigor”.

Neste primeiro momento, o comando da operação brasileira estará a cargo do diretor financeiro da Telecom Italia, Andrea Magoni. Entretanto ainda não há confirmação se ele permanecerá como diretor-presidente da TIM no Brasil. Segundo Bernabé, o executivo foi destacado para coordenar o período de transição.

Fique por dentro do assunto

Luca Luciani é investigado pelas autoridades italianas por supostamente ter cometido fraudes com chips de telefonia móvel para aumentar a participação de mercado da empresa. A acusação é de que ele seria o responsável pela ativação fraudulenta de 37 mil chips, alguns deles teriam sido ativados para usuários falecidos ou inexistentes, segundo a investigação que já dura cinco anos. A mídia italiana considera alta a probabilidade de que o executivo enfrente um processo judicial formal.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários