Após mais de um ano, destroços de torre são removidos


Destroços são removidos com ajuda de guindaste

A empresa Cienge Engenharia de Brasília começou a retirar nesta semana os destroços da torre de telefonia da operadora Claro, que desabou com o vendaval de 27 de setembro de 2010 que atingiu Três Lagoas. Segundo um funcionário da empresa, a remoção dos destroços vai levar dez dias.

As ferragens estão sendo retiradas por três funcionários com o apoio de um guindaste. A torre de telefonia atingiu quatro imóveis. Uma família ainda não recebeu a indenização. Em virtude da demora para a remoção dos destroços, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) chegou a apresentar, em setembro do ano passado, na Assembleia Legislativa, Moção de Repúdio contra a operadora Claro.
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários