Expansão da Vivo/Telefônica

Começando a falar do nosso primeiro assunto do dia sobre as Teles vamos começar com um grande destaque do ano: a Vivo/Telefônica.

Para Antonio Carlos Valente, presidente da Vivo/Telefônica, a conquista
do primeiro lugar pelo grupo espanhol é resultado dos grandes
investimentos que a companhia vem fazendo no Brasil. A previsão é
encerrar 2011 com um aporte de 6 bilhões de reais, sendo que 3,5 bilhões
de reais destinados à Vivo e 2,5 bilhões de reais à Telesp. Os recursos
foram alocados para modernização da rede e aprimoramento da qualidade
dos serviços ao cliente.


Cerca de 800 milhões de reais dos
recursos totais da Vivo serão reservados ao pagamento de 23 lotes de
sobras de 3G adquiridos no leilão da Agência Nacional de
Telecomunicações (Anatel), realizado este ano. O presidente da
Vivo/Telefônica na Espanha, César Alierta, reforça que o Brasil ganhou
prioridade na matriz e injetará capital aqui entre o período de 2011 e
2014, somando 24,3 bilhões de reais. Entre 1998 a 2010, o montante
aplicado pelo grupo no mercado brasileiro totalizou 152,6 bilhões de
reais.

Com essa injeção financeira, Valente afirma que a
Vivo/Telefônica é um dos maiores investidores privados no Brasil. Esses
recursos, segundo ele, tornaram a rede 3G da Vivo a maior do País, com
cobertura de mais de 1,5 mil municípios. Até 2012, o número de cidades
atendidas chegará a 2.832, com cobertura de 85% da população brasileira,
garante o executivo.

Entusiasmado com a compra da Vivo, Valente
avalia que o ano de 2011 foi um dos melhores para a Vivo/Telefônica no
Brasil e histórico. A operadora rompeu as fronteiras de São Paulo e
levou serviços fixos para outras praças. A nova empresa, resultado da
fusão, está integrada e começou a comercializar várias soluções
convergentes para os mercados individual, residencial e corporativo.

A
fusão trouxe desafios, segundo ele. O maior foi a integração das duas
equipes e da base de clientes, que soma 80 milhões de assinantes, o que
daria para povoar duas vezes o estado de São Paulo. A meta de Valente é
tornar a Vivo/Telefônica maior e mais promissora empresa de
telecomunicações e internet do Brasil. Um dos fatores que deverão
contribuir para que a companhia alcance esse objetivo é a criação do
Centro de Inovação da Vivo/Telefônica, o primeiro da organização fora da
Espanha, para desenvolver produtos e serviços diferenciados para o
consumidor brasileiro.

Valente afirma que esse centro está
ajudando a Vivo/Telefônica a se destacar no mercado e pode ajudar a
empresa a se manter em primeiro lugar no ranking das 350 Maiores
Empresas de TI e Telecom. “Podemos citar também a rede de fibra óptica, a
primeira para o mercado residencial a chegar efetivamente até à casa do
cliente, que já contabiliza mais de 30 mil usuários.”

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários