terça-feira, 28 de novembro de 2017

Venda de celulares e tablets foi destaque na Black Friday 2017

O que você achou? 
Claro, Vivo, TIM e Oi também colocaram smartphones em promoção, mas muitos não ofereciam grandes vantagens. Veja os dados e a comparação!


A Black Friday 2017, que aconteceu na última sexta-feira (24) e se estendeu para o final de semana, fez sucesso entre os consumidores, mas, principalmente, para as empresas de e-commerce. De acordo com o levantamento da Ebit, o faturamento foi de R$ 2,1 bilhões, um aumento de 10% em relação a 2016.

Desse total, 26,5% das compras foram de smartphones e tablets, cada dia mais visados e que, consequentemente, aumentam o lucro das operadoras de telecom, como as populares Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo. E o valor de faturamento com os dispositivos móveis na Black Friday? Foi de pelo menos R$ 556 milhões.



Em 2016, esse número foi menor, de cerca de 20% da receita total, o que chegou a R$ 380 milhões. Foram 176 milhões a menos de faturamento em relação a este ano, o que mostra o aumento gradual da venda desses aparelhos, impulsionados pela expansão do acesso ao 3G e 4G no Brasil. Em 2015, a porcentagem nas vendas era de apenas 9% e, em 2013, pouco mais de 4%.

Entre os pedidos mais vendidos on-line durante a ocasião, estiveram, em primeiro lugar, os eletrodomésticos (23%) e, em segundo, os telefones celulares (21%). Em seguida vêm os eletrônicos (17%), produtos de informática (10%) e de casa e decoração (10%).

OFERTAS DAS OPERADORAS

Apesar da Vivo ficar de fora quanto às ofertas de planos de celular, todas as principais operadoras, sem exceção, participaram da Black Friday para vender smartphones por preços mais baratos. Claro, com a combinação celular + plano + fidelidade. A boa notícia foi que, com as promoções especiais, os planos também ficaram atrativos. 

A Claro, por exemplo, abaixou o preço de smartphones em até 97%. O Samsung Galaxy J5 Prime foi de R$ 999 para R$ 29 e o LG K4 saiu por R$ 99. O Samsung Galaxy S7 estava por R$ 499.

Com exceção do Moto E4, que ficou por R$ 19, a Vivo escolheu aparelhos mais caros para colocar em promoção. O S7, que custa cerca de R$ 1.500, ficou ainda mais barato que na Claro, no valor de R$ 299.

A TIM também ofereceu descontos especiais, inclusive sem exigir a contratação de um plano pós-pago, mas eles não foram tão significativos assim. O Moto G5s, por exemplo, estava saindo por R$ 780 no plano TIM Controle de 3GB. Mas a média de preço dele mesmo após as promoções é de R$ 700, ou seja, mais em conta até mesmo agora. Já no pós, o LG G6, que passa de R$ 1.700, abaixou para R$ 899.

Quem optou pela Oi pôde aproveitar a promoção a partir do Oi Mais Intermediário, mas os principais destaques faziam o cliente desembolsar pelo menos mil reais para adquirir um celular novo. O Samsung Galaxy S8 ficou cerca de R$ 300 mais barato, saindo por R$ 2.399, e o iPhone SE, aparentemente sem vantagem, por R$ 1.499.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. Vale só pra quem quer pagar 200, 300 reais por mês de conta. Pessoalmente, não acho q vale a pena pegar um aparelho por preço baixo e, em contrapartida, ficar fidelizado por ao menos 1 ano, pagando mensalidade cara.

    ResponderExcluir