sábado, 20 de julho de 2013

Ex-presidente da TIM é condenado por espionagem

O que você achou? 
Um tribunal de Milão condenou o presidente do conselho da fabricante italiana de pneus Pirelli, Marco Tronchetti Provera, a uma pena de 20 meses de prisão, em caso envolvendo o uso de dados da Telecom Italia (responsável pela TIM) para espionar a elite da Itália.

A prisão do executivo italiano tem a ver com um processo aberto na época do escândalo de venda de informações privilegiadas na briga pelo controle da Brasil Telecom, disputa que envolveu também o banqueiro Daniel Dantas, do banco Opportunity, segundo o Ministério Público Federal.

Tronchetti foi acusado de receber, em 2004, informações sobre as atividades do banco de investimentos brasileiro, rival na disputa pelo controle da empresa de telefonia.

O executivo italiano sempre negou irregularidades, afirmando que entregou as informações sigilosas para as autoridades, após tê-la recebido de forma anônima.

Com o escândalo, a Telecom Italia desistiu de tentar assumir o controle da Brasil Telecom Participações.

Um dos empresários mais importantes do país, Tronchetti Provera comandou a Telecom Italia entre 2001 e 2006. Ele também foi condenado a pagar 900.000 euros (US$ 1,18 milhão) à empresa de telecomunicações.

Um advogado de Tronchetti Provera, que nega qualquer irregularidade, disse que vai recorrer da sentença. A decisão não terá efeito até que o processo de apelação seja esgotado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário