14/06/2024

Prefeitura de Maricá lança primeiro serviço de streaming público do país

Plataforma conta com um catálogo de conteúdo gratuito, e está disponível para sistemas Android e iOS, e na versão online.

Na semana passada, a Prefeitura de Maricá lançou o primeiro serviço de streaming público do país com 65 obras, entre séries e longas-metragens: Maricá Filmes. O aplicativo conta com um catálogo de conteúdo gratuito, e está disponível para sistemas Android e iOS. A plataforma também pode ser acessada pela versão online.

O objetivo do serviço é a produção e distribuição de obras audiovisuais que vão resultar em processos socioculturais significativos para a pesquisa e a formação das novas gerações.A iniciativa é uma encomenda tecnológica do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) em parceria com a Secretaria de Cultura.

“Essa plataforma vai fazer com que nossa juventude possa se perceber construindo arte, com elementos não só da razão, mas da inconsciência, da subjetividade e da abstração”, destaca o prefeito Fabiano Horta, na cerimônia de lançamento, realizada no Cine Henfil.

Para o presidente do ICTIM, Cláudio Gimenez, com o Maricá Filmes, o município passa a ter uma ferramenta que pode ser acessada de qualquer lugar do mundo e que será fundamental para a divulgação dos produtos audiovisuais criados em Maricá.

Ao apresentar a plataforma, Leandro Dasilva, secretário de Cultura, convidou os presentes a assistir o filme “Não quero te perder”, que foi exibido na sexta-feira (24/05), no Cine Henfil, mas que também está disponível na Maricá Filmes. “É super importante para o município essa plataforma de streaming que vai ajudar a divulgar as produções locais. O ‘Não quero te perder’ foi produzido e gravado em Maricá”, afirmou o secretário de Cultura.

Também estiveram presentes na solenidade, a atriz Silvia de Mendonça e os atores Anselmo Vasconcelos e José de Abreu, o deputado estadual Renato Machado; a coordenadora da Maricá Filmes, Ana Rosa Tendler; a coordenadora da Incubadora de Inovação Social em Cultura, Mariana Figueiredo, entre outras autoridades municipais.

De acordo com a Prefeitura, o conteúdo audiovisual do streaming foi definido pelo conselho curador que analisou 920 obras inscritas no edital do ICTIM realizado em 2023 com aporte de R$ 500 mil. Foram licenciadas 33 obras (30 filmes e três séries) do edital e outros 32 conteúdos (31 filmes e uma série) são contrapartidas cedidas pelo cineasta Silvio Tendler e por demais produções com apoio do município.

5 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
5 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários