24/05/2024

1ª estação espacial comercial do mundo terá serviço de internet da Starlink

Segundo a startup Vast, a estação Haven-1 deve ser lançada em 2025, com capacidade de comportar até 4 pessoas por 40 dias.

Nesta semana, a Vast anunciou que a primeira estação espacial comercial do mundo, a Haven-1, contará com um terminal a laser da SpaceX e será equipada com o serviço de internet da Starlink, fornecendo velocidade Gigabit/s e conectividade de baixa latência para a tripulação, para racks internos de carga útil, e para câmeras e instrumentos externos. Business Wire

De acordo com Max Haot, CEO da Vast, a Starlink é a única opção de conectividade quando se busca conectividade contínua à Internet de alta velocidade, baixa latência e em uma estação espacial em órbita em 2025.

“Esperamos que sua posição de liderança em rede e tecnologia continue e acelere ao longo do tempo, e é por isso que estamos entusiasmados por ter a oportunidade de fazer parceria com a SpaceX na implantação de sua primeira conectividade a laser para uma estação espacial”, afirmou.

Os terminais intersatélite a laser, que permitem a comunicação com os satélites da SpaceX, também serão usados em futuros complexos espaciais da startup. Com o serviço, a tripulação do Haven-1 será capaz de conectar seus dispositivos pessoais via Wi-Fi à rede Starlink, onde poderá ter conectividade para realizar videochamadas de divulgação e realizar experimentos e ciências.

Por enquanto, a ideia é que a Haven-1 tenha quatro terminais, que devem ser suficientes para oferecer cobertura completa. Já os dispositivos a laser devem ampliar as radiofrequências usadas em comunicação com estações em solo.

Stephanie Bednarek, Diretora Sênior de Vendas Comerciais da SpaceX, comemora a parceria. “Estamos entusiasmados com o fato de Vast’s Haven-1 ser a primeira estação espacial comercial a permanecer conectada com Starlink”.

“A conectividade de alta velocidade e baixa latência em órbita para a tripulação e pesquisas científicas críticas é fundamental para qualquer experiência em estação espacial”, disse Stephanie Bednarek.

Já Gwynne Shotwell, presidente da empresa da qual Elon Musk é CEO, anunciou em uma conferência que a companhia deve vender a clientes os terminais de comunicação a laser criados para os satélites Starlink. Com os dispositivos, os satélites “conversam”, transmitindo informações entre si.

A estação Haven-1 deve ser lançada em 2025, com capacidade de comportar até 4 pessoas por 40 dias. As cargas úteis da estação podem ser operadas mesmo que não haja ninguém a bordo. A empresa de Elon Musk também vai cuidar do transporte dos primeiros tripulantes para lá, que devem viajar em cápsulas Crew Dragon.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários