18/04/2024

Teles conseguirão monetizar 5G com tecnologias de nuvem e APIs, aponta estudo

Relatório da Juniper Research diz que o crescimento de receita para as operadoras será por meio da monetização de mercados empresariais.

Nesta terça-feira (26), a Juniper Research divulgou um estudo em que apontando as dificuldades que as operadoras móveis têm enfrentado para gerar crescimento de receitas através das redes 5G. Segundo o relatório Global Operator Revenue Strategies 2024-2028, mesmo com os altos investimento na tecnologia, as teles não têm conseguido obter preços melhores em relação aos serviços 4G.

O relatório ainda diz que o crescimento de receita para as operadoras de telecomunicações será por meio da monetização de mercados empresariais, que irá capitalizar este ano um mercado global de aproximadamente R$ 4,5 trilhões.

O documento aponta que as estratégias usadas para monetizar as redes 5G não foram suficientes. “Apesar do investimento em novas tecnologias, as estratégias para monetizar redes através de assinantes móveis foram insuficientes. Os futuros modelos de negócios devem criar valor para as empresas e novos fluxos de receitas que monetizem através de atividades empresariais”, aponta o relatório.

A solução que o estudo da Juniper Research é o investimento das operadoras em tecnologias de computação em nuvem que permitam novos serviços, como APIs compatíveis com CAMARA, a padronização utilizada pelo Open Gateway, da GSMA. A ideia com a APIs é permitir a comunicação de softwares de terceiros com aplicações específicas presentes em redes de telecomunicações.

Vale lembrar que no Brasil, as operadoras TIM, Vivo e Claro se uniram para aderir a iniciativa Open Gateway, e juntas lançaram três APIs (interface de programação) que vai ser bastante importante no combate a fraudes no país. Os serviços são de segurança digital: verificação de número, troca de SIM e localização de dispositivo, e ficam acessíveis a desenvolvedores que utilizam a Azure, nuvem da Microsoft.

O relatório também aponta que o mercado de IoT (Internet das Coisas) é a principal plataforma facilitadora para o crescimento das operadoras através do 5G, por causa do alto grau de processos definidos por software que permitem a rápida implantação de APIs. No entanto, para maximizar este crescimento, as operadoras devem fornecer APIs que permitam o gerenciamento de dispositivos em tempo real, a configuração remota e a integração com soluções de terceiros. Dessa forma, de acordo com o estudo, as operadoras poderão capitalizar oportunidades de receitas de conectividade IoT.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários