29/02/2024

Após Oi, Fitch Rating atribui nota nacional para a TIM Brasil

Rating da operadora reflete seu forte perfil de negócios, como veículo de controle da terceira maior operadora de telefonia móvel do Brasil.

Depois da Oi, agora foi a vez da TIM Brasil receber a sua nota da Fitch Ratings, agência de classificação de risco. A empresa venceu a nota nacional “AAA(bra)”, com perspectiva estável, baseada na expectativa de que a alavancagem líquida permanecerá abaixo de 1,0 e que a companhia continuará a reportar fluxos de caixa operacionais sólidos, com forte capacidade de distribuir dividendos que servirão às debêntures.

De acordo com a Fitch, o rating da TIM Brasil reflete seu forte perfil de negócios, como veículo de controle da terceira maior operadora de telefonia móvel do Brasil, com 24% de participação de mercado, e presença em serviços de telefonia fixa e banda larga.

“O rating também incorpora indicadores de crédito conservadores, com baixa alavancagem e robusta liquidez, bem como expectativas de sólido fluxo de caixa livre antes da distribuição de dividendos nos próximos cinco anos, sustentados pelo crescimento da base de clientes pós-pagos e pela receita média por usuário (ARPU – Average Revenue Per User)”, afirma a agência.

A Fitch afirma que a TIM Brasil está bem preparada para lidar com o competitivo e regulado setor de telecomunicações, caracterizado pelo uso intensivo de capital e pela exposição às constantes mudanças tecnológicas.

Para estabelecer a nota da companhia, a agência os seguintes fundamentos principais: Intensa Concorrência, Crescimento Moderado, Forte Perfil de Negócios, Robusto FCF Antes dos Dividendos, Gerenciável Necessidade de Investimentos, Cobertura de Dividendos e Margem de Alavancagem Adequadas e Vínculo com a Telecom Italia.

Embora a operação brasileira esteja com perspectiva estável, a sua controladora Telecom Italia tem no “BB”, com perspectiva negativa, de acordo com a Metodologia de Vínculo Entre Ratings de Controladoras e Subsidiárias da Fitch. Atualmente, a empresa italiana, que detém 100 % da TIM Brasil e controla 67% do Grupo TIM, enfrenta questões financeiras, e está passando por reestruturação para quitar dívidas.

A Fitch compara o rating nacional da TIM, que é a terceira operadora brasileiro com o maior market share (24%), com a Localiza Rent a Car S.A. (‘AAA(bra)’/Estável), a empresa líder no setor brasileiro de locação de frotas e veículos.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários