06/04/2024

Apple confirma superaquecimento do iPhone 15 e cita as causas

Pesquisadores apontam que mudanças na nova linha de smartphones podem ter provocado o problema, mas a empresa nega.

Recentemente, a Apple foi alvo de várias reclamações referente ao superaquecimento da nova linha de iPhone, e neste sábado (30.09), confirmando as acusações, a fabricante anunciou que os smartphones estão ficando muito quentes por causa de problemas relacionados ao software e aos aplicativos.

Agências internacionais informaram que a Apple confirmou que nos primeiros dias de uso, o iPhone está com superaquecimento devido a bug no software iOS 17, o novo sistema operacional, e ao uso de aplicativos de terceiros que sobrecarregam o sistema.

“O dispositivo pode parecer mais quente nos primeiros dias após a configuração ou restauração devido ao aumento da atividade em segundo plano”, diz a fabricante em nota. “Também encontramos um bug no iOS 17 que está afetando alguns usuários e será corrigido em uma atualização de software”.

Embora não tenha especificado uma data, a Apple informou que está trabalhando com os desenvolvedores dos aplicativos que causaram o superaquecimento do iPhone e que as correções devem acontecer em breve. Um porta-voz disse que o Instagram, o Uber e o jogo Asphalt 9 têm causado o aquecimento anormal do dispositivo. O Instagram já resolveu o problema com seu aplicativo em 27 de setembro, relatou a empresa norte-americana.

De acordo com alguns pesquisadores, o superaquecimento dos iPhones pode ter sido provocado por mudanças de hardware no aparelho, uma vez que a empresa adotou uma estrutura de titânio, além de um chip A17 Pro com componente gráfico aprimorado para melhorar os jogos.

Entretanto, a empresa nega que esse seja o problema, afirmando que o novo design resulta em uma dissipação de calor aprimorada em comparação com os dispositivos anteriores de aço inoxidável. Também afirmou que a próxima correção de software não envolverá a desaceleração do processador dos modelos mais recentes.

A Apple também alega que o novo padrão de carregamento USB-C não é a causa do problema, mas alerta que o uso de um adaptador acima do recomendado, com potência superior a 20 watts, pode fazer com que os iPhones fiquem temporariamente mais quentes do que o normal.

A linha do iPhone 15 foi lançada no dia 12 de setembro, com destaque para o fim do carregador exclusivo. A partir desta linha, o iPhone terá uma porta de carregamento USB-C, a mesma usada em aparelhos de outras marcas. A Apple foi obrigada a aderir ao novo padrão, após uma lei ser aprovada pela União Europeia exigindo que todos os celulares, tablets e câmeras vendidos na região usem USB-C para carregamento com fio, com prazo até 28 de dezembro de 2024.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários