21/04/2024

Anatel apreende cargas de Flipper Zero, gadget sucesso no TikTok

Segundo a agência, o dispositivo pode ser usado em práticas ilícitas, mas a EFF pede que o aparelho não seja criminalizado no país; entenda!

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apreendeu algumas cargas do Flipper Zero no Brasil, um dispositivo portátil para teste de penetração em redes de internet sem fio e protocolos de radiofrequência. Com um visual simples e de tela monocromática, o produto não pode ser comercializado no mercado nacional, uma vez que não é homologado pela agência.

De acordo com a Anatel, o dispositivo portátil pode ser usado para “fins ilícitos, ou facilitar um crime ou contravenção”. O Flipper Zero tem funções comuns de outros dispositivos semelhantes, como transmissor infravermelho, RFID, Bluetooth, NFC, além de servir para pesquisas de hardware e cibersegurança. O modelo ganhou popularidade devido ao tamanho compacto.

No exterior, o aparelho tem sido chamado de uma “multiferramenta portátil para hacking”. As suas funcionalidades podem facilitar a prática de um ataque hacker, já que pode ser usado para explorar e corrigir vulnerabilidade dos sistemas de segurança.

Entretanto, a proibição do aparelho pela Anatel é criticada por especialistas como “decisão arbitratia”. Segundo o Electronic Frontier Foundation (EFF), o uso de ferramenta de testes de rede não deveria ser criminalizada, solicitando que a agência reconsidere a decisão, pois se trata de “aparelhos cruciais e de uso legítimo” em atividades de pesquisas e melhorias de segurança digital.

Em outras palavras, proibir o uso de ferramentas do tipo pode dificultar o trabalho de profissionais da área de cibersegurança, uma vez que podem ajudar na identificação e correção de possíveis brechas e evitar potenciais invasões de hackers.

Além disso, proibir não impede a comercialização desses equipamentos que podem continuar entrando de forma ilegal no pais. Com isso, criminalizar o Flipper Zero não impediria o seu uso para práticas ilícitas.

O Flipper Zero tem feito um relativo sucesso no TikTok, plataforma de vídeos curtos, com vários usuários mostrando o seu uso e até algumas de suas funções “ilicitas”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários